Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana lança programação com mais de 400 atividades

Arte, diversidade e inclusão permeiam todas as atividades.

Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes 2018 promoveu o lançamento oficial de sua programação em coletiva de imprensa realizada na segunda-feira, 18 de junho, em Belo Horizonte, Minas Gerais. O evento será realizado de 6 a 22 de julho com uma vasta programação composta por shows, concertos, apresentações de dança e teatro, exposições, mostras de filmes, intervenções urbanas, mesas de debate, trilhas na natureza, oficinas e muito mais.

A maior parte da programação é gratuita e aberta ao público. Quando em locais como a Casa da Ópera ou o Centro de Convenções da UFOP, há eventos pagos (preço máximo a R$ 10) ou com retirada de senha, uma hora antes das apresentações. Neste ano, a programação é inspirada no Tropicalismo, movimento de ruptura que sacudiu o ambiente da música popular e da cultura brasileira entre 1967 e 1968, especialmente nos 50 anos do disco Tropicalia ou Panis et Circencis.

“São mais 400 atividades nos três municípios [Ouro Preto, Mariana e João Monlevade]. Temos apresentações artísticas, palestras, mesas, ocupando espaços fechados e abertos. Por exemplo, há duas exposições de artes visuais em homenagem à Tropicália, uma em Ouro Preto e outra em Mariana. A programação é descentralizada, com atrações nos distritos ouro-pretanos, nos bairros periféricos da cidade e em alguns distritos de Mariana”, afirmou o pró-reitor de Extensão, Marcos Knupp. Assim, um dos destaques da edição de 2018 é o Potência da Periferia, com atividades e eventos de sustentabilidade para zonas periféricas, mobilizando ações sistêmicas em agroecologia, permacultura, bioconstrução, turismo de base comunitária, museu de território e cultura da periferia, entre outros temas.

Para o secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo, “O Festival de Inverno de Ouro Preto é precursor nas manifestações culturais, sendo um dos eventos mais significativos desta temporada de julho, mês de frio e de férias. Por isso, ele tem um impacto em todo o circuito turístico do Estado de Minas Gerais. Também se constitui numa realização importante do posto de vista acadêmico, fomentando a reflexão sobre as artes e a cultura”.

Felipe Vecchia Guerra, secretário municipal de Turismo, Indústria e Comércio de Ouro Preto, concorda: “O Festival é um produto também turístico de Ouro Preto. A homenagem à Tropicália é um incentivo aos artistas locais, no ano em que Ouro Preto comemora os 80 anos de seu tombamento como Patrimônio Cultural pelo Iphan”.

Em 2018, o Festival também celebra os 50 anos da Fundação de Arte de Ouro Preto(Faop), que é parceira do evento com a Curadoria de Artes Plásticas. “A Faop é uma instituição irmã da UFOP, por atuarmos também na área da educação. Estamos muito felizes pela homenagem que a UFOP faz por meio do Festival aos 50 anos da Faop”, salientou a presidente da entidade, Júlia Mitraud.

A reitora da UFOP, Cláudia Marliére, destaca, ainda, a importância das parcerias para a realização do evento: “O Festival é um espaço de pensamento e de discussões de questões atuais. Somos agentes promotores da discussão da cultura. É um desafio promover um evento desse nível, com todas as dificuldades que a Universidade enfrenta hoje, mas seguimos com apoio de grandes parceiros”.

Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes 2018 é uma realização da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), em parceria com a Fundação Educativa Ouro Preto (Feop) e as Prefeituras de Ouro Preto e João Monlevade. Mais informações estarão disponíveis nos sites www.ufop.br e www.festivaldeinverno.ufop.br.

Destaques da programação em Ouro Preto

Para o aniversário de Ouro Preto, na programação da Semana da Cidade, a Prefeitura de Ouro Preto traz as bandas Revelação (06/07, às 22h)Babado Novo (07/07, às 22h)Pop Leco (infantil, dia 08/07, às 15h) e Rubinho do Vale (08/07, às 18h). Essas apresentações são gratuitas, na Praça Tiradentes. A Orquestra Ouro Preto, que nasceu como Orquestra Experimental da UFOP em um projeto de Extensão, traz seu Sexteto (11/07, 20h, no coreto da Praça da Estação) e o concerto The Beatles (13/07, 21h, na Praça da UFOP). Ainda na área da música, o Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana traz Candonguêro (15/07, 21h, na Praça da UFOP)Nem Secos (20/07, 21h, na Praça da UFOP)Francisco El Hombre (20/07, 22h30, na Praça da UFOP)Cartoon (22/07, 22h30, na Praça da UFOP). A seresta, tão tradicional nas noites boêmias de Ouro Preto, está representada com o grupoSaudade de Ouro Preto (11/07, 22h30, saindo da Casa da Ópera; e 18/07, 21h30, saindo da Praça Tiradentes), que percorre as ruas da cidade animando moradores e turistas.

Ainda na área de música, o Festival traz concerto com a Orquestra Contemporânea do SESI (09/07, 20h, na Igreja do Rosário); o concerto com o Trio Capel (19/07, 19h, no GLTA); shows com Mateus VK (14/07, 21h, na Praça da UFOP)Larissa Luz (14/07, 22h30, na Praça da UFOP)Dolores 602 (22/07, 21h, na Praça da UFOP)Fractal Orchestra (22/07, 22h30, na Praça da UFOP); e o Festival da Música Ouro-pretana (09 e 10/07, 20h, na Casa da Ópera). O Bar do Festival traz shows como Union Latina (06/07, 23h)Tânia Azze (14/07, 23h); Cromossomo Africano (21/07, 23h)Hocus Pocus (22/07, 23h) e mais atrações (ingressos antecipados a R$20,00 / após às 20h, R$30,00 / no site do Festival – sujeito a taxas de serviço).

O premiado filme Arábia, que teve cenas filmadas em Ouro Preto e tem o ouro-pretano João Dumans como um de seus diretores, será exibido em sessão comentada no dia15/07, às 16h, no Anexo do Museu da Inconfidência. Na área da dança, a Companhia ID – Investiga Dança, tradicional escola ouro-pretana, apresenta SERtão, no dia 12/07, às 20h30, na Casa da Ópera (ingressos a R$10,00). A Cia SESC de Dança traz o espetáculoDança de Si (20/07, 19h, no Centro de Convenções da UFOP).

Nas artes cênicas, a Oficcina Multimédia apresenta o espetáculo Boca de Ouro, no dia22/07, as 19h, no Centro de Convenções da UFOP (ingressos a R$10,00). Beatriz Myrrha traz Histórias de Felicidades no 14/07, 19h, no Centro de Convenções da UFOP (ingressos a R$10,00). A Cia ContaCausos traz o espetáculo Visagem, no dia 21/07, às 19, na Casa de Gonzaga (ingressos a R$10,00).

Muito queridos pelos ouro-pretanos e por visitantes, os corredores culturais estão de volta, com intervenções artísticas, trupes teatrais, música e muito mais. No bairro Antônio Dias, o Corredor Cultural será nos dias 14/07 e 21/07, a partir das 13h. Na rua São José, nos dias 15/07 e 22/07, também a partir das 13h.

Destaques da programação em Mariana

Em Mariana, no dia 06/07, às 19hCelso Moreira Trio apresenta o show De Gil a Caetano, no Teatro SESI (ingressos a R$ 2,00). No dia 11/07, às 10h, a Cia. Circunstância apresenta o espetáculo De Mala às Artes, no ICSA. O grupo Los Circo Los traz o espetáculo Versão Brasileira, dia 13/07, às 10h, no ICSA; Ricardo Upiano e Banda apresentam o show Por que calar?, no dia 18/07, às 19h, no Teatro SESI (ingressos a R$2,00); o grupo TUI – Teatro Universidade Informação traz o espetáculo A cantora careca, dia 20/07, às 19h, no Teatro SESI.

Festival em João Monlevade

Localizada a aproximadamente 110km da capital mineira, João Monlevade abriga um dos polos da UFOP, o Instituto de Ciências Exatas e Aplicadas (Icea). Logo, a cidade também receberá atividades e eventos do Festival de Inverno – Fórum das Artes 2018. As ações serão realizadas de 9 a 14 de julho.

SERVIÇO

Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes 2018
Ouro Preto e Mariana
6 a 22 de julho

Festival de Inverno – Fórum das Artes 2018 – João Monlevade
9 a 14 de julho

*Com informações da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais.

LEIA MAIS

Comentários