Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana encerra edição 2018 neste domingo

O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes 2018 chega ao fim no próximo domingo, dia 22, mas ainda há muitas atrações para o público. A programação do último fim de semana está recheada com muita música, teatro, exposições, mostras de filmes e oficinas. Haverá, ainda, a Caravana Festival e o Potência da Periferia com ações em distritos e bairros fora da área central da cidade; trilhas com o Circuito Natureza e atividades artísticas e culturais com o Corredor Cultural.

Tropicália, tema do Festival deste ano, recebe os holofotes do palco da Praça da UFOP no dia 20 de julho, sexta-feira, às 21h, com a banda Nem Secos e o show Tropicália 50 anos. Às 22h30, é a vez da banda Francisco, El Hombre, formada por mexicanos e brasileiros em uma forte conexão latino-americana, com músicas autorais em espanhol e em português. No sábado, 21 de julho, às 21h, Duzão Mortmer e Band traz o show Homem de Laboratório, com mistura de ritmos diversos, como funk, reggae, rock, blues e samba. Às 22h30, a banda belo-horizontina Cartoon sobe ao palco com seu rock progressivo. No domingo, 22 de julho, às 21h, a banda Dolores 602 apresenta o show Cartografia.  Para finalizar, às 22h30 a Fractal Orchestra apresenta o show Metamorfose: Uma Viagem Sonora Pela Música Brasileira.

Ainda na música, haverá a apresentação Maracatrupe em frente ao ginásio da UFOP, na Bauxita, no sábado, dia 21, às 10h. Na Casa da Ópera, Cliver Honorato faz seu show Ao seu Dipor, com arranjos e melodias inspirados na MBP Clássica, na Bossa Nova e no Samba, também no sábado, às 20h. No domingo, às 20h, o mesmo espaço também recebe o show Longitude – Latitude, de Marquinho Aniceto. Já no Bar do Festival, são três dias de shows, com a programação a partir de 23h. A Banda Rústicos Country Rock Legends se apresenta na sexta; no sábado, é a vez da Banda Cromossomo Africano com repertório de black music e soul music; e, no domingo, a Hocus Pocus – Cover The Beatles encerra o Festival de Inverno 2018.

No sábado, o bairro Antônio Dias se torna um grande Corredor Cultural com apresentações artísticas, a partir das 13h. No domingo, é a vez da rua São José ser tomada pelo  Corredor Cultural, também a partir das 13h. Na programação de artes visuais, o destaque fica por conta da Mostra Tropicália, que acontece no Anexo do Museu da Inconfidência, com sessões comentadas de filmes às 16h, do sábado e do domingo.

Nas artes cênicas, o Teatro Ouro Preto do Centro de Artes e Convenções é palco do espetáculo Outro em Si da Cia Sesc de Dança na sexta, às 19h. Trata-se de uma adaptação inspirada na coreografia de Fernanda Lippi; a apresentação é uma ação oferecida pelo Sesc Minas, parceiro desta edição do Festival. Também na sexta, o performer Matheus Silva apresenta O corpo desembestado de Adivinha a Diva, na Casa da Ópera, às 20h. No sábado, na Casa de Gonzaga, às 19h, terá o espetáculo Visagem Cia ContaCausos. Já no domingo, às 17h, haverá o espetáculo Res[sus]citações e outras formas de sangue, de Midiactors, no Departamento de Artes da UFOP, seguido de uma roda de conversa com prática de mediação com o público. O grupo Oficcina Multimédia se apresenta com a peça Boca de Ouro no  Teatro Ouro Preto do Centro de Artes e Convenções, às 19h.

O Sesc Minas promove a roda de conversa “Contracultura emergente da Tropicália e Contemporaneidade”, com o rapper, pesquisador e ativista do movimento negro em BH, Roger Deff;  a representante da União Brasileira de Mulheres de Ouro Preto, Débora Queiroz, além de David Maurity, ator, pesquisador e um dos fundadores do coletivo Toda Deseo. A mediação será realizada pelo professor da Universidade Federal de Ouro Preto, Adilson dos Santos. Será no Centro de Convenções na quinta, 19 de julho, a partir das 15h.

Outra opção cultural é o Circuito Expositivo que ocupa galerias e espaços culturais com diversas exposições, como a mostra coletiva Opinião 2018 – Ouro Preto e Mariana, que resgata a exposição Opinião 65 e trata dos temas identidade nacional, a liberdade e a resistência, apresentando várias vertentes artísticas,  pode ser visitada na Casa dos Contos, em Ouro Preto, e na Centro Cultural Sesi, em Mariana. A mostra Espaço Tropicália, no Centro Cultural Sesi, em Ouro Preto, propicia uma imersão no universo Tropicalista por meio de textos, objetos, fotos, imagens, obras e o que mais a imaginação conseguir reunir sobre a época e o movimento. A coletiva Memória Faop – anos 70, na Galeria de Arte Nello Nuno, reúne artistas, professores e alunos da primeira década de atividades da Fundação de Arte de Ouro Preto, que viveram e participaram da Tropicália. Na Sala Manoel da Costa Ataíde, no Anexo do Museu da Inconfidência, o Coletivo Olho de Vidro traz a exposição de fotografias Onde o povo Mina-Jeje, nação africana que viveu em Ouro Preto entre os séculos 18 e 19. Na Sala Ivan Marquetti, no GLTA, a exposição Rizoma – Mostra Nômada Multimídia de Arte Contemporânea traz obras de mulheres, tratando de  identidade e das lutas do universo feminino, arte como política social e forma de empoderamento e visibilidade feminina. Na Casa de Gonzaga, artistas de Santa Rita de Ouro Preto, que trabalham a pedra-sabão trazem seus sonhos e anseios à sede do município expõem Arte em Pedra Sabão. No Centro de Convenções, no Salão Diamantina, aFeira de Tradições Populares reúne artistas e artesãos da região em ateliê especialmente criado para o Festival.

Em Mariana, as atrações acontecem no Teatro SESI Mariana. O público poderá conferir o grupo TUI – Teatro Universidade Informação com a peça A Cantora Careca, na sexta, às 19h. No sábado, às 19h, haverá o espetáculo  #elaveioparaficar, do grupo Midiactors. O músico mineiro Arthur Melo faz seu show Nhanderuvuçu no domingo, às 19h.

A programação completa do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes 2018 pode ser conferida em www.festivaldeinverno.ufop.br. Grande parte da programação é gratuita. Alguns eventos em teatros e espaços fechados são pagos; tanto os valores como a aquisição dos ingressos pode ser feita pelo mesmo site. O evento é uma realização da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), em parceria com a Fundação Educativa Ouro Preto (Feop) e as Prefeituras de Ouro Preto e João Monlevade.

SERVIÇO

Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes 2018
6 a 22 de julho
Vasta programação gratuita ou a preços módicos (R$10)
Festival de Inverno – Fórum das Artes 2018 – João Monlevade
9 a 14 de julho
Site do Festival: festivaldeinverno.ufop.br
Fotos: flickr.com/festivaldeinverno/

LEIA MAIS

Comentários