Em continuidade a programação #EMCASACOMSESC, Sesc São Paulo estreia série de teatro

As apresentações pela internet acontecem sempre às 21h30, em quatro dias da semana, e serão compostas de monólogos de 30 a 50 minutos

Desde sexta-feira, 15 de maio, o Sesc São Paulo tem transmitido de apresentações teatrais via internet com reconhecidos nomes das artes cênicas do país que sempre apresentam seus trabalhos nas unidades da instituição em todo o estado. Agora, em tempos de isolamento social por conta da crise causada pelo novo coronavírus, terão a experiência de levar seus trabalhos a um número ainda maior de pessoas por meio do canal do Sesc São Paulo no YouTube. É a programação “Teatro #EmCasaComSesc” que já traz para o fim de semana Celso Frateschi e Georgette Fadel.

Sempre às segundas, quartas, sextas e domingos, às 21h30, tem uma apresentação diferente no formato de monólogos interpretativos – e não leituras – de obras que já foram realizadas, podendo ser na íntegra, trechos de obras, adaptações ou solilóquios. As apresentações terão duração de até 50 minutos. Em tom intimista, os artistas também são convidados a fazerem comentários sobre o trabalho após a performance. Dentro desta linguagem, a vasta experiência do CPT – Centro de Pesquisa Teatral e de projetos como Dramaturgias possibilitam a expansão da atuação digital da instituição.

A iniciativa faz parte das diversas ações digitais que expandem a atuação da instituição no campo virtual, como a plataforma do Sesc Digital e a programação de transmissões musicais da série “Sesc ao Vivo”. “As artes, em todas as suas linguagens, têm sido altamente impactadas pelas restrições de convívio social e pela suspensão das contratações dos artistas e de toda a cadeia de criação e produção. O desenvolvimento da Plataforma Sesc Digital expressa nossa preocupação com a expansão da atuação social do Sesc para o ambiente digital”, comenta Danilo Miranda, diretor do Sesc São Paulo. “Acreditamos ser possível, ainda que desafiadora, a experimentação de uma prática cênica, performativa, em novos formatos, gramáticas e suportes. Pretendemos contemplar outras linguagens artísticas em nossas transmissões ao vivo nos próximos dias”, conclui.

*Com informações da Assessoria de Comunicação do Sesc São Paulo.

LEIA MAIS

Comentários