Edital de produção e finalização de longas-metragens tem inscrições prorrogadas

Foram prorrogadas até o dia 09 março as inscrições do edital para produção e finalização de longas-metragens, que irá investir R$ 5 milhões em seis projetos nas categorias ficção, animação e documentário.

A iniciativa é do Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig) e da Secretaria de Estado da Cultura (SEC), em parceria com a Agência Nacional do Cinema (Ancine). A ação integra o Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro (Prodam). As inscrições podem ser feitas no link https://goo.gl/WTCiJX.

O valor do edital é dez vezes maior que o do documento piloto, publicado em 2015, que distribuiu o valor de R$ 525 mil. Para atingir essa quantia, o Governo do Estado está investindo R$ 2 milhões, somados ao repasse da Ancine, por meio do Fundo Setorial do Audiovisual, no valor de R$ 3 milhões.

Ao menos três longas-metragens de ficção serão contemplados com o valor de R$ 1 milhão. Esse também será o valor investido em uma proposta de animação selecionada. Já para os documentários, serão R$ 500 mil, dedicados a dois projetos.

O caráter democrático do edital foi garantido com as sugestões enviadas pela sociedade durante os meses de outubro e novembro, quando uma consulta pública foi realizada no site da Secretaria de Estado de Cultura, que recebeu as contribuições online.

O secretário de Cultura, Angelo Oswaldo, reafirma a importância de mais um passo efetivo do Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro.

“O aporte de mais R$ 5 milhões evidencia o crescente êxito do Prodam, já que só com planejamento, organização e articulação poderíamos construir uma efetiva política pública do audiovisual. Estamos no rumo certo, com outras conquistas a serem logo anunciadas”, diz o secretário.

A iniciativa confirma ainda que o Governo de Minas Gerais anda em compasso com a pujança da chamada economia criativa. Para além de sua importância no cenário da cultura – Minas Gerais é referência quando o assunto é audiovisual -, o segmento exibe expressivos números – somente o cinema é responsável por 0,57% do PIB brasileiro, com um desempenho equivalente ao dos setores do vestuário e de fármacos.

Pré-requisito

Cada proponente que for contemplado deverá apresentar documentação comprobatória de que já possui garantido, no mínimo, 50% do orçamento previsto para a realização da obra, incluindo nas receitas o valor da premiação do edital.

Os candidatos devem ser pessoas jurídicas sediadas em Minas Gerais há pelo menos um ano e registradas na Ancine como produtoras independentes.

Os projetos também devem priorizar a participação de profissionais mineiros e garantir a maior parte das filmagens no estado. Cada proponente poderá inscrever até dois projetos e ter apenas um contemplado.

Prodam

O lançamento deste novo edital é mais uma ação do Prodam. O Programa de Desenvolvimento do Audiovisual Mineiro foi lançado em maio de 2016, reunindo representantes de instituições privadas, setoriais, órgãos e entidades da administração pública direta e indireta do Estado de Minas Gerais.

A rede de cooperação visa atuar como um elo de forças em prol do impulso à formação, produção, distribuição, exibição e preservação do audiovisual mineiro, colocando em uma mesma direção ações diretas e dinâmicas com todos os atores atuantes.

LEIA MAIS

Comentários