Eco Inverno de Catas Altas tem recorde de atividades e de público

A nona edição do Eco Inverno de Catas Altas terminou com recorde de atividades e de público. Durante nove dias, entre 21 a 29 de julho, foram cerca de 40 atrações e mais de quatro mil participantes entre crianças, jovens, adultos e idosos.

cerâmica - Eco Inverno - 23 de julho de 2018 DA (139)

A programação variada e gratuita foi um dos grandes diferencias do evento que foi realizado pela Prefeitura em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop).

Entre as atividades (envolvendo arte, cultura, educação, esporte, lazer e aventura), foram promovidas oficinas de desenho, fotografia com celular, artesanato, mountain bike, pipa e papagaio, cerâmica, brinquedos reciclados, horta em garrafa pet, jogos, pintura facial, criação de abelha sem ferrão.

Também tiveram exposições, shows e apresentações, atletismo, tendas de saúde, circuito de aventuras (rapel e canionismo), experimentos de física e matemática, observação dos astros, colônia de férias, corrida e passeio ciclístico, mostras de vídeo e slackline. Algumas atividades contaram com uma ampla participação do público como o passeio de bike do Pedalinas da Serra, o Bike Luau e o Catas Altas enluarada.

Experiemntos de física - eco inverno 25 de julho DA (14)

“Mais uma vez o Eco Inverno foi um sucesso. Ver nossas crianças, os jovens e até os adultos participando de tantas atividades bacanas, que resgatam nossa cultura e incentivam ao esporte e à arte, é uma satisfação muito grande. Torna nosso trabalho gratificante”, comemora o prefeito José Alves Parreira.

Natélia Magalhães esteve na cidade pela primeira vez durante a programação e contou que ficou admirada com a cidade. “Eu e minha família passamos a última semana em Catas Altas. Primeira visita e voltamos muito felizes com nossa escolha. Pudemos descansar e aproveitar o Eco Inverno durante a semana e ficamos admirados com a hospitalidade do povo, com a gastronomia, com a natureza. Voltaremos em breve porque não conseguimos ver tudo que queríamos. Gostaria de parabenizar toda a equipe envolvida no festival. No próximo ano vamos programar para voltarmos. Meu filho de 10 anos não queria que as férias acabassem!”, escreveu.

Segundo o secretário de Turismo e Cultura, Lucas Nishimoto, o evento atraiu um público de qualidade, não só de Catas Altas como de turistas de várias partes do Brasil. “Esse é o segundo ano consecutivo que o Eco Inverno é realizado, depois de ficar oito anos sem acontecer. O sucesso foi tão grande que já estamos considerando compará-lo à nossa Festa do Vinho devido ao resultado positivo que ele tem trazido para o município no setor turístico”, explica.

Nishimoto completa que durante a semana, as pousadas tiveram alta ocupação e os restaurantes ficaram bastante movimentados.

Além de uma programação variada, outro motivo do sucesso do Eco Inverno de 2018 foi o envolvimento de pessoas da comunidade e de instituições como UFMG e Ufop. “Foi lindo ver tanta gente voluntária se envolvendo e ajudando o evento a acontecer. Precisamos mais disso na cidade e no país. Quando todos se juntam em prol de um objetivo comum, as coisas acontecem”, celebra o vice-prefeito Fernando Rodrigues Guimarães.

O Ecoinverno – Festival de Arte e Cultura de Catas Altas – é um espaço de entretenimento, lazer, cultura e informação, e também um importante instrumento de inserção social e de participação da comunidade em atividades artísticas e culturais. Além de ser um atrativo para os visitantes e uma forma de lazer e geração de renda para a comunidade.

LEIA  MAIS

Comentários