Duelo de MC’s celebra uma década com show no Palácio das Artes

Pela 3ª vez consecutiva, a Fundação Clóvis Salgado (FCS) realiza o Palco de Encontro, programa que celebra o trabalho de artistas mineiros e valoriza a música produzida no estado.

Neste ano, o destaque é a cena hip hop de Belo Horizonte, com uma apresentação especial do Duelo de MC’s, um dos movimentos de rua mais reconhecidos e respeitados da cidade e que celebra, em 2017, uma década de histórias e transformações culturais na capital. A apresentação será no domingo, 20 de agosto.

Com direção musical do coletivo Família de Rua, o show reúne no Grande Teatro do Palácio das Artes diferentes gerações do hip hop mineiro que passaram pelo palco do Viaduto Santa Tereza, onde acontece o Duelo de MC’s.

Em um único show, 11 artistas irão se revezar, apresentando seus repertórios autorais: Chris, Clara Lima, DJ Giffoni, DJ Roger Dee, Dmorô, Douglas Din, Eazy CDA, Família de Rua, Gurila Mangani, Kdu dos Anjos e Vinição.

Segundo Philipe Ratton, da Diretoria de Programação Artística da FCS, a realização desse Palco de Encontro celebra a arte de rua da capital, bem como evidencia a atuação pública da instituição, no sentido de reconhecer e promover a fruição das diferentes manifestações artísticas que movimentam a cena cultural na cidade.

“A FCS busca sempre estimular os novos artistas a também ocuparem seus equipamentos culturais. Receber a arte de rua é, também, uma forma de reafirmar nosso compromisso como uma instituição pública por vocação e que promove e celebra o diálogo entre as mais variadas linguagens artístico-culturais”, destaca Ratton.

Para Pedro Valentim, um dos representantes do coletivo Família de Rua, a ocupação do Grande Teatro é um importante passo para a trajetória dos artistas convidados para o Palco de Encontro.

“Essa molecada foi desenvolvendo uma noção de empoderamento muito forte enquanto participava das batalhas ao longo dessa década. Fazer esse trânsito entre o Viaduto Santa Tereza e o Palácio das Artes reafirma a força e a importância da nossa arte. É o hip hop marcando presença e ocupando os espaços públicos da cidade”, comemora Valentim.

A 1ª edição do Palco de Encontro aconteceu em 2015, contando a trajetória da Música Mineira, do Clube da Esquina aos dias atuais, com apresentações de Toninho Horta a Flávio Renegado, passando por Aline Calixto, Celso Adolfo, Coral Lírico de Minas Gerais, Marina Machado e Wilson Sideral.

Na segunda edição, em 2016, Wagner Tiso e Sergio Santos interpretaram obras de Cartola, em comemoração aos 100 anos do samba. O evento também contou com uma homenagem a Vander Lee, cantor e compositor mineiro que faleceu naquele ano. Agora, é a vez da cultura de rua ganhar destaque em um dos teatros mais tradicionais do país.

Uma década de resistência e transformação

Em 2017, o Duelo de MC’s celebra uma década de festa e resistência no espaço público de Belo Horizonte. Há dez anos, o vão do Viaduto Santa Tereza, no baixo centro da cidade, se transformou no palco do Duelo de MC’s, local onde a cultura hip hop se mostrou em sua diversidade e essência e milhares de jovens fizeram daquele um espaço de referência da cidade.

O encontro começou pequeno e espontâneo, com amigos fazendo rodas de rima improvisada na Praça da Estação. Ninguém imaginava que ali surgia um movimento que mudou a cara do baixo centro de BH.

O Duelo de MC’s cresceu, formou grandes artistas, lutou pelo direito à cidade, recebeu muitos convidados do Brasil e do mundo, ganhou visibilidade na internet e realizou cinco edições do Duelo de MC’s Nacional, encontro que reúne artistas e amantes da cultura hip hop de todo o país na disputa pelo título de melhor improvisador brasileiro.

Ao festejar uma década de transformação cultural em Belo Horizonte, o Palco de Encontro também celebra a memória das batalhas e aponta o legado desse importante movimento, possibilitando o encontro dos artistas que iniciaram o movimento na cidade e daqueles que são expoentes de uma cena já consolidada.

Um dos exemplos é Easy CDA, artista que figura no hip hop de Belo Horizonte desde o início da década de 1990. Dos novos artistas, destaque para os irmãos Chris e Clara Lima, que passaram a duelar no Viaduto Santa Tereza recentemente.

Quem assina a realização do projeto Duelo de MC’s é a Família de Rua, grupo formado por amigos que acreditam na essência da cultura e das manifestações artísticas urbanas.

O coletivo trabalha focado na promoção da cultura hip hop e do skate em seus moldes originais, preservando a originalidade e a força presentes na arte e no estilo de vida daqueles que respiram a rua cotidianamente. O coletivo é fruto do Duelo de MC’s que, ao lado do Família de Rua Game of Skate, são os principais projetos do grupo.

Clique aqui e saiba mais detalhes sobre os artistas convidados.

*Com informações da Agência Minas.

SERVIÇO

3º PALCO DE ENCONTRO – DUELO DE MC’S
Data e horário: domingo, 20 de agosto, às 17h
Local: Grande Teatro do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, Belo Horizonte, Minas Gerais)
Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)

LEIA MAIS

Comentários