Conheça o homem que cria bordados que parecem retratos

Quem vê os trabalhos do indiano Arun Kumar Bajaj, 35 anos, tem dificuldade de acredita que não sejam pinturas. Os retratos, ricos em detalhes e recheados de linhas de expressão, são completamente feitos com uma máquina de costura.

Filho de um alfaiate, Arun herdou do pai o amor pelas agulhas, linhas e bordados. Ainda na escola, participou de atividades que exigiam habilidades artísticas e trabalhos complexos. Foi brincando com os instrumentos de trabalho do pai que ele percebeu que poderia fazer retratos em tamanho real usando linhas e agulhas.

Ele tinha apenas 16 anos quando o pai morreu. Assim, assumiu o negócio da família e fez dessa uma oportunidade de superar a dor e a saudade com aquilo que realmente o apaixonava na profissão de costureiro. Hoje, 20 anos depois, Arun Bajaj ficou conhecido no mundo inteiro como “o homem agulha”. Ele revelou ao site “Daily Hunt“ que investir nas próprias obras chegou a causar uma crise financeira na família. No entanto, ele nunca desejou seguir a profissão de alfaiate.

Ele tem, ao todo, mais de 225 obras de arte. Entre eles estão os retratos do do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi. O político gostou tanto que fez questão de receber o artista, em 2018. Alguns anos antes, em 2016, Arun bateu um recorde e teve um trabalho publicado no livro dos recordes da Índia — o “Unique World Records”. Costurou um retrato do Lord Krishna com 1,80 metros de altura e 1,20 metros de largura, resultado de uma dedicação de três anos e um investimento de quase dois mil euros.

Para manter o negócio, Arun Bajaj vende os trabalhos na loja Bajaj Arts, em Punjab (Índia). Os preços variam entre 125€ e 190€. E é em sua na página do Facebook que ele divulga suas criações.

LEIA MAIS

Comentários