Confira como foi o lançamento do zine Vermelho Cobalto

Há poucos dias, o Trem das Gerais contou um pouquinho da história de Bruno “Cobal” Souza, um ilustrador itabirano extremamente talentoso. No último sábado, 1 de dezembro, ele lançou sua primeira publicação impressa, o zine “Vermelho Cobalto”. A revista é uma reunião de desenhos, inspirações e participações de outros ilustradores. Eles nos contou com foi o lançamento e tudo o que aconteceu por lá.

A primeira coisa que Cobal nos contou foi que o dia começou cheio de ansiedade. “Tentei não criar preocupações demais pra minha cabeça, mas o dia chuvoso me fez acreditar que as pessoas  desanimariam de aparecer no Memorial Carlos Drummond de Andrade, onde o lançamento aconteceu. Mas o tempo passou num piscar de olhos e quando menos percebi, já estava lá!”, relembra.

Sem título

Cobal contou com ajuda de muitas pessoas. Ele começou listando a prontidão com que foi atendido pelos funcionários da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade, parceira no lançamento. Citou a ajuda da “minha companheira Amanda, que dispôs as artes e vendeu os meus produtos, além de publicar bastante coisa nas redes sociais por mim. E, claro, todo o apoio emocional! Teve também a Ana que ajudou bastante na divulgação de todos os acontecimentos”, cita agradecido. Cobal não deixou de colocar nessa lista a mãe, Silvina, e o padrasto, Reinaldo, bem como o amigo fotógrafo, Gabriel por registrar tudo o que rolou por lá

Dentro da programação imaginada por Cobal, os músicos Vinicius Barcelos e o Marcelo Maia foram duas das atrações da tarde. “Como eles chegaram antes já começaram, isso me inspirou a começar a produzir o desenho que iria fazer ao vivo. Então, fiquei concentradíssimo e, quando menos percebi, já tinham chegado algumas pessoas! Fiquei feliz, pois mesmo com as adversidades do tempo, eles foram prestigiar o evento”, conta animado.

47065857_1006900072829789_4669834356582252544_o

Cobal explicou ainda que a participação do Vinicius Barcelos, do Marcelo Maia e do Gabs Arcanjo foi imprescindível! “Sem eles para dar o ar musical ao evento nada teria sido do jeito que foi! Já tinha combinado com o Vinicius previamente, mas poder receber o meu amigo Marcelo no evento foi incrível também! Sem contar a participação do Gabs que eu já conhecia, mas ainda não tinha tido a oportunidade de ouvir o som dele ao vivo. Poder abrir o espaço lá pra galera conhecer o som dele também foi demais! Adorei demais a atmosfera sonora que eles criaram!”, descreve.

A zine, Vermelho Cobalto, não conta apenas com os desenhos de Cobal. Há alguns ilustradores convidados. e três deles estiveram presentes no evento. Kamila Zoldyek, o Joaquim Estevan e o Pablo Rocha compareceram e também fizeram algumas artes muito incríveis! A Kamila também levou alguns produtinhos dela pra vender lá”. Além deles, outros ilustradores da cidade compareceram por lá e participaram do que Cobal chamou de “desenhaço”, em que todos puderam produzir, na hora. “Todo mundo se sentiu à vontade pra chegar, sentar e desenhar! Em um momento, também abri espaço para uma pequena seção de perguntas e respostas onde falei um pouco sobre meu processo criativo e outras coisas relacionadas ao meu desenho. Também consegui montar um mini mural com os desenhos dos artistas que se sentiram a vontade pra compartilhar as obras que fizeram por lá!”, arremata.

Apoio da família e planos para o futuro

Cobal contou que o apoio da mãe, do padrasto e da irmã foi maravilhosos. “Entre uma olhadinha e outra, percebi que eles estavam curtindo bastante o espaço, além de estarem provavelmente se sentindo orgulhosos. Minha irmã fez uns desenhos muito massas também e levou lá na frente pra todo mundo ver. Ela tem um futuro promissor pela frente”, orgulha-se.

Depois do sucesso do lançamento da zine, Cobal explica que foi um primeiro passo indispensável para entender como conduzir alguns eventos futuros e ideias do que gostaria de manter. “O que mais me agradou foi a sensação de que tudo foi planejado e disposto pra gerar um ambiente em que as pessoas se sentissem confortáveis para prestigiar toda a arte que estava sendo compartilhada. Não me senti como se fosse ‘o meu grande dia’, mas sim o grande dia de todos que foram lá pra se reunir e ter uma tarde bastante agradável, desenhar, ouvir músicas incríveis, assistir ao meu desenho ficando pronto ao vivo…”

IMG_9703

Para o futuro próximo, Cobal já se prepara para levar a sessão de autógrafos pra outros lugares e estabelecimentos da cidade em que posso apresentar sua arte para quem ainda não acontece, em parceria com Vinicius Barcelos e todos os artistas que puder reunir. A longo prazo, podemos ter a certeza de que Cobal continuará produzindo desenhos encantadores.

IMG_0425

LEIA MAIS

Comentários

Tatiana Linhares. Muitas. Jornalista. Mineira. Tatuada. Outono e primavera. Pão de queijo. Livros. Música. Revistas. Cinema. Teatro. Futebol. Cruzeiro. Viagens de carro. Areia e mar. Esmalte colorido. Cerveja gelada. Família grande. Incontáveis amores. Paixonites agudas. Saudade. Simplicidade. Palavras