Cinco formas de reduzir o estresse no começo do ano

O ano nem começou, e já tem mil problemas a serem resolvidos? Relaxe com massagem e exercícios físicos

As férias acabaram, estamos na segunda semana de fevereiro, as contas estão vindo, as aulas já voltaram e o trabalho não para de chegar. É, 2020 oficialmente começou. Para quem mal iniciou o ano e já está cheio de pepino para resolver, o Peixe Urbano selecionou algumas dicas para desestressar no dia a dia.

Exercícios físicos

Durante a prática de atividade física, o corpo produz serotonina e endorfina, os neurotransmissores responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar, ajudando a controlar o estresse e ansiedade. Além de aumentar o fluxo sanguíneo, ativa o metabolismo, ajuda na produção de hormônios necessários para o organismo e promove relaxamento do corpo.

Massagem relaxante

Como o nome já diz, o procedimento é simplesmente para relaxar, já que reduz a tensão muscular e a irritabilidade. A dica é optar por as sessões no fim da tarde ou pós-trabalho, já que ela pode melhorar o dia, aliviar dores de cabeça e corrigir posturas. Também é ideal para combater a insônia e a ansiedade. Não é perfeito?

Day Spa

Os Spas têm como objetivo reestruturar as características orgânicas, emocionais, alimentares e estéticas dos indivíduos. É perfeito para desligar a mente do mundo de fora e da correria das redes sociais, melhorar o sono e, de quebra, emagrecer e cuidar da pele.

Pilates

Entre as atividades físicas boas para desestressar, o pilates é um dos principais. Sintomas de doenças psicológicas como ansiedade e depressão são reduzidos significativamente, quando praticado com frequência. Também é conhecido por melhorar a qualidade do sono e reduzir dores musculares.

Meditação

A meditação é uma ótima aliada na hora do relaxamento. Entre outros benefícios para a saúde, ela diminui o estresse, melhora a cognição e a função imunológica e reduz a probabilidade de sintomas relacionados à depressão. Motivos não faltam para essa prática.

*Com informações da Assessoria de Comunicação do Peixe Urbano.

LEIA MAIS

Comentários