CDL apresenta programação da Expoita e aposta na geração de emprego e renda nos 4 dias de festa

A programação da Exposição Agropecuária e Industrial de Itabira (Expoita) de 2017 foi divulgada oficialmente na manhã de quarta-feira, 21 de junho, por Maurício Henrique Martins, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Itabira, organizadora do evento.

A festa será realizada entre os dias 10 e 13 de agosto e a venda dos ingressos já começaram. No primeiro dia de festa, na quinta-feira, 10, sobe ao palco a dupla sertaneja Henrique e Juliano; na sexta-feira, 11, a dupla Zé Neto e Cristiano anima a segunda noite da festa; no sábado, 12, terá Milionário e Marciano com o show “Lendas” e na sequência a dupla de sertanejo universitário Rick e Nogueira fecham o terceiro dia de evento. No domingo, 13, no encerramento, a banda Oba Oba Samba House anima o público com samba e pagode em arranjos que também levam uma pitada de rock in roll.

Em sua fala, o representantes dos lojistas destacou a necessidade de realizar a festa, mesmo sem o apoio financeiro da Prefeitura Municipal de Itabira (PMI). De acordo com ele, a economia itabirana terá grande movimentação com a realização da Expoita o que poderá representar um aumento na geração de emprego e renda para o município, além da promoção de quatro dias de entretenimento para a população.

A geração de emprego e renda nos quatro dias da festa foi destacado pelo presidente da CDL. De acordo com Mauricio Martins, haverá espaço aberto aos 22 barraqueiros que compõem a associação do município. Somente com este setor, estima o representante dos lojistas, a festa deverá empregar mais de 100 pessoas temporariamente.

“Só das associações de barraqueiros nós temos 22, normalmente todos participam, cada um contrata em torno de cinco pessoas para ajudar nos trabalhos e só ai nós temos um número que passa de 100 pessoas trabalhando, quando vamos contabilizar outros setores que se envolvem na festa, nós temos um número de pessoas muito grande faturando e trabalhando”, resumiu ele.

Nas últimas edições da festa, Mauricio Martins disse que mais de 100 mil pessoas passaram pelo Parque de Exposições. Este ano, disse ele, a média deverá ser mantida. Mesmo sem a entrada gratuita, como ocorreu nas edições anteriores, ele explicou que os ingressos estão sendo vendidos à preços populares. O passaporte para os quatro dias de festa sai a R$ 85.

“Estamos resgatando um evento que ficou lá no passado e a sociedade clama por isso, tem dois anos que não acontece e a CDL abraçou esta causa, deixando claro, sem nenhum recurso investido pela Prefeitura, porque o prefeito acha mais importante investir em outros setores, eu também acho, acredito que toda população concorda com isso, mas como dirigentes lojistas não podemos deixar passar. O comercio está precisando de um incremento, as pessoas estão desempregadas e é um momento de gerar empregos”, destacou.

LEIA MAIS

Comentários