#CCBBeducativoEmCasa lança novas atividades on-line gratuitas para toda a família

O #CCBBeducativoEmCasa, iniciativa 100% digital do Programa CCBB Educativo que estimula a experiência, a criação e a reflexão por meio de processos pedagógicos, artísticos e curatoriais, lança quatro atividades por semana na plataforma http://www.ccbbeducativo.com, tornando-a cada vez mais rica e plural. O projeto teve início no mês de maio e está previsto para seguir durante todo o período necessário de conscientização, cuidado e superação.

As contações de histórias do projeto “Historietas” e os processos de experiência e pesquisa a partir de atividades lúdicas do ” Lugar de Criação” são opções de entretenimento educativo para crianças e adultos.

Com foco em educadores, mas também para interessados em arte e cultura em geral, há os cursos ” Transversalidades“, que abordam temas transversais aos campos da educação e da arte, conectando questões presentes nas exposições a urgências e reflexões cotidianas.

Quem gosta de exposição tem também diversas opções na seção do ” CCBB Em Casa “: “Visitas Mediadas” por educadores às exposições que estão em cartaz nos quatro CCBBs, mas que desde março estão com visitas presenciais temporariamente suspensas; “Visitas Patrimoniais” aos prédios históricos dos quatro centros culturais; e o “Com a Palavra”, projeto que faz visitas mediadas às exposições que aconteceram nos CCBBs conduzidas por especialistas ou profissionais referências em temas diversos com o intuito de abordar cada exposição a partir de outros campos de conhecimento, assim como múltiplos olhares, modos de conhecer e de se relacionar com a arte.

O objetivo do Centro Cultural Banco do Brasil – que suspendeu temporariamente as atividades presenciais em suas quatro unidades (Belo Horizonte – MG, Brasília – DF, Rio de Janeiro – RJ e São Paulo – SP) em março deste ano -é continuar proporcionando cultura, arte e educação, agora por meio de conteúdos digitais, com a característica de não haver restrições geográficas, já que as atividades oferecidas nesse formato podem ser acessadas em qualquer parte do Brasil e do mundo.

Conteúdos já disponíveis

Lugar de Criação
Já estão no ar diversas atividades direcionadas às crianças e suas famílias: o Lightpainting, uma técnica criativa de pintura que utiliza apenas a luz; Stopmotion, que incentiva a criação uma animação usando a técnica a partir de materiais disponíveis em casa; Fantoches, bonecos falantes com restos de tecidos e acessórios coloridos; e “Mensagem Indecifrável”, onde os pequenos podem criar um novo alfabeto utilizando antigos textos egípcios; Desvendando Sombras, atividade feita a partir da observação das diferentes formas que os objetos fazem no chão, nas paredes e até mesmo no teto.

Além disso, também está disponível no site, a atividade Livro de Receitas de Festa Junina, que traz uma lista de receitas de doces e salgados típicos dessa época do ano, feitos com milho, um dos principais ingredientes – pipoca, milho verde, pamonha, cural, entre outros; Minha Gazeta onde a família pode se organizar para pensar como é feito um jornal, com notícias quentes da sua casa e cidade; e o Historietas Malucas, que propõe às famílias que inventem histórias malucas, a partir de objetos que disponíveis em casa.

Também já está disponível a atividade Metamorfose-me que incentiva as crianças a perceberem que existem várias formas de desenhar o corpo humano, a partir de desenhos, recortes e colagens. Para conhecer outra forma de imprimir que não seja usando a impressora, a atividade Monotipia, uma técnica simples que une desenho e pintura.

Historietas
Ao acessar a plataforma, o público pode acessar as seguintes histórias – e esperar novos lançamentos toda semana. A artista visual Lia Chaia conta a história Terra Vida, com imagens e sons partindo de temas como a mitologia de Gaia. Família Mobília, a saga de uma família muito original, formada por móveis de uma residência, contada por Tatiana Blass; Também está disponível a história “Vamos Passear”, aprendida com a Ana Tatit e a Maristela Loureiro, narrada pelo grupo Serelepe, que convida as pessoas a passearem com ele por diferentes situações imaginárias, em que há perigo e desafios.

Duas Fábulas Fabulosas são narradas pelos artistas Leo Ladeira e Gustavo Gaivota:

Em O Bicho Folharal, a onça pintada é tão linda que parece uma pintura. Mas, o macaco resolveu cutucar a onça e dizer ela tinha as pernas curtas. O Lobo-Guará e o Urubu fala sobre o Lobo-guará que foi desafiado a cantar. A escritora e narradora Kiara Terra conta a história O Gigante e a Cadeirinha, inspirada em um conto que escreveu com sua filha, Thereza, sobre um gigante que amava muito sua pequena cadeirinha.

A história Construção Infinita narrada pelo artista plástico Guilherme Teixeira,apresenta uma figura solitária que caminha por paisagens labirínticas e, aos poucos, descobre que é capaz de transformar as coisas à sua volta.

Transversalidades

Já estão disponíveis para serem acessados três cursos: Questão de Gosto , onde Carolina Figueira, historiadora da alimentação, reflete sobre como, ao longo da história, os elementos culturais se constroem a partir de repertórios do ponto de vista alimentar. Técnicas de Aprendizagem para Bebês, que aborda o hábito da leitura a partir de reflexões feitas por Nazareth Salutto, doutora em Educação pela PUC-Rio, que atua na formação inicial e continuada de professores com ênfase nas discussões sobre infância, linguagem, bebês e crianças pequenas. E a (des)construção do patrimônio no Brasil”, um resgate da atividade realizada em outubro de 2018, onde, Luiz Fernando de Almeida, arquiteto e urbanista, ex-presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, propôs uma reflexão sobre a noção problematizada de patrimônio, geradores de grande impacto sobre a sociedade. As apresentações tem tradução em Libras.

Com a palavra

As visitas mediadas às exposições do CCBB são conduzidas por especialistas ou profissionais referências em temas diversos, com o intuito de apresentar, a partir de outros campos do conhecimento, múltiplos olhares e modos de conhecer e de se relacionar com a arte. Desse projeto, já estão no ar a visita à exposição 100 anos de Athos Bulcão. Realizada em 2018 no CCBB Belo Horizonte com mediação do artista mineiro Alexandre Mancini, que trabalha a azulejaria artística a partir das lições deixadas por Athos Bulcão.

Ao longo das Visitas Mediadas, educadores dialogam, compartilham e trocam olhares, leituras e produções de significados em torno das produções, práticas e trajetórias artísticas das exposições do CCBB. “Vaivém”, exposição em cartaz no CCBB Belo Horizonte; “Linhas da Vida”, exposição do CCBB Brasília; “Ivan Serpa – A Expressão do Concreto”, em cartaz no CCBB Rio de Janeiro; “Egito Antigo – do Cotidiano à Eternidade”, exposição do CCBB São Paulo; e “Paul Klee – Equilíbrio Instável”, exposição do CCBB São Paulo.

Visitas Patrimoniais

As Visitas Patrimoniais privilegiam o patrimônio e propõem uma imersão na história do Banco do Brasil, do CCBB e da cidade. Os educadores dialogam e compartilham narrativas a partir do prédio do centro cultural e de suas respectivas exposições de acervo.

Próximos Lançamentos – de 16/07 a 31/08

O calendário semanal do #CCBBEducativoemcasa tem quatro lançamentos que vão enriquecendo a plataforma. Confira a seguir o calendário das próximas três semanas. Os conteúdos são publicados nas datas abaixo, sempre 10h.

Quinta (16/07): O Transversalidades dessa semana apresenta o curso, “A arte afro-americana” voltado para mães, pais, professores e educadores. Nesta edição, Renata Bittencourt, doutora em história da arte pela Unicamp e gestora cultural, propõe análises sobre obras de alguns destes criadores, bem como seus modos de abordagem de temas político-culturais.

Na exposição, que esteve em cartaz no CCBB DF, entre abril e julho de 2018, a pesquisadora e gestora cultural Renata Bittencourt, que teve como estímulo inicial o trabalho do artista estadunidense Basquiat, contextualiza artistas afro-americanos que incorporam em suas obras questões relacionadas à história da diáspora negra. A apresentação tem tradução em Libras.

Sábado (18/07): Quantos sons existem a nossa volta? Nesta edição do “Lugar de Criação: Ultra som”, a proposta é experimentar os diferentes e variados sons de objetos do nosso cotidiano e criar composições feitas a partir de alternâncias e combinações. Reúna a família e os amigos virtualmente, pegue utensílios diferenciados de dentro de casa e a diversão será garantida.

Domingo (19/07): No fim de semana a família poderá se divertir uma nova edição do Historietas! Nesse dia, a multi-artista e escritora Kiusam de Oliveira, conta a história “O Mundo no Black Power de Tayó”, um de seus livros mais premiados, que narra a vida de uma garotinha negra empoderada que “carrega o mundo em seus cabelos” e valoriza sua ancestralidade.

Terça (21/07): A semana começa com uma atividade para o público em geral no “Em Libras: Comidas e refeições”. Rosely Lucas propõe uma conversa, em libras, sobre os alimentos, passando por lições que abordam o vocabulário da Língua Brasileira de Sinais, uma introdução aos sinais desse campo semântico.

Quinta (23/07):Nesse dia, toda a família poderá acompanhar o CCBB em casa: Visitas Mediadas às exposições, arte educadores compartilham e trocam olhares, leituras e produções de significados em torno das produções, práticas e trajetórias artísticas das exposições presentes em cada CCBB. Estarão disponíveis as seguintes exposições: Vaivem, exposição em cartaz no CCBB Belo Horizonte: Chiharu Shiota – Linhas da Vida, exposição em cartaz no CCBB Distrito Federal; Egito Antigo – Do cotidiano à eternidade, exposição em cartaz no CCBB São Paulo; van Serpa – A expressão do Concreto, exposição em cartaz no CCBB Rio de Janeiro. A visitação tem tradução em Libras.

Sábado (25/07): Sabia que desde o século XVI, pintar objetos inanimados se tornou uma prática recorrente entre os artistas? Nessa edição do Lugar de Criação: Viva a Natureza Morta! a proposta é criar cenas com objetos de casa para criar desenhos e pinturas!

Domingo (25/07): A família poderá se divertir com mais uma edição do Historietas. O artista antropófago Denilson Baniwa conta a história Antes a noite não existia / Nhãpirikuli descobre o segredo da noite. Contam os mais velhos que antigamente não existia a noite, todos trabalhavam sem parar na roça e ficavam sempre muito cansados, pois não tinham a noite para descansar. Nhãpirikuli era um desses que trabalhavam muito, sem descanso. Sua esposa, ao vê-lo sempre muito cansado, contou que seu pai tinha o Segredo da Noite. A apresentação tem tradução em Libras.

Terça (28/07): Quem já observou o céu à noite e tentou contar as estrelas? Nesse dia o Lugar de Criação: Galáxias Coloridas a família poderá pesquisar sobre asgaláxias e criar planetas, estrelas e lugares ainda não descobertos. Faça uma chamada de vídeo com os amigos e a diversão está garantida.

Quinta (30/08): No Transversalidades dessa semana a artista e educadora Stela Barbieri narra sua trajetória em Atravessamentos no cotidiano de uma exposição. Ela irá abordar seu trabalho como educadora e consultora nas áreas de educação e artes, além de compartilhar reflexões por trás de seus últimos trabalhos. A apresentação tem tradução em Libras.

Sábado (01/08): Sabia que os alimentos sempre estiveram presentes na história da arte? Nessa edição do Lugar de Criação: Carimbos Culinários a proposta é usar alimentos para transformar em objetos de arte e assim fazer os carimbos culinários. Reúna a família e garanta a diversão.

Domingo (02/08): Nessa edição do Historietas a artista e educadora Giselda Perê conta a história O canto dos pássaros, conto tradicional africano, que narra a história de pássaros que cantavam lindamente, e todos os admiravam por isso. Mas eles se sentiam infelizes por não acharem as suas penas as mais belas. A apresentação tem tradução em Libras.

Terça (04/08): A semana começa com uma atividade para o público em geral no “Em Libras: Cidades”. Rosely Lucas propõe uma conversa, em libras, sobre as cidades, passando por lições que abordam o vocabulário da Língua Brasileira de Sinais, uma introdução aos sinais desse campo semântico.

Quinta (06/08): Nesse dia, toda a família poderá acompanhar o CCBB em casa: Visitas Mediadas às exposições, arte educadores compartilham e trocam olhares, leituras e produções de significados em torno das produções, práticas e trajetórias artísticas das exposições presentes em cada CCBB. O cantor e escritor Genival Oliveira Gonçalves fará a mediação da exposição Jean-Michel Basquait – Obras da coleção Mugabri.

Sábado (08/08): Quem há se aventurou a desenhar a si mesmo? Nessa edição do Lugar de Criação: Autorretrato a proposta é criar seu próprio autorretrato. Chame os amigos por vídeo e reúna a família, que a brincadeira será divertida.

Domingo (09/08): Nessa edição do Historietas o músico multi-instrumentista Maurício Maas conta a história As brincadeiras de Xixo. O personagem Xixo descobre, através de sua imaginação, um mundo novo de infinitas possibilidades, tudo ao alcance de suas mãos. A história, narrada de forma lúdica, musical e interativa, utiliza a linguagem do Teatro de Animação, através de personagens curiosos e engraçados. A apresentação tem tradução em Libras.

Terça (11/08): Ao olhar pela janela, qual é a paisagem que você vê ao redor? No Lugar de criação: inventar paisagens, a proposta é perceber novos lugares, notar onde o sol se põe ou se há pássaros nas árvores lá fora. Convide os amigos por chamada de vídeo, a diversão será garantida.

Quinta (13/08): O Transversalidades deste dia apresenta o curso Cosmovisão africana da terra e das plantas, voltado para mães, pais, professores e educadores. Nessa edição Ângela Maria da Silva Gomes, pesquisadora e doutora em Etnobotânica Negro Africana pela UFMG, apresenta um conceito de biodiversidade relacionado aos povos do sul global, extrapolando a dimensão física e quantitativa da variedade de flora, fauna, fungos e microorganismos. O curso tem tradução em Libras.

Sábado (15/08): Sabia que os antigos egípcios acreditavam em vários deuses e deusas e que as divindades eram representadas por animais? No Lugar de criação: máscaras antropomorfas a proposta é criar máscaras antropomorfas, com características humanas e animais. Reúna a família para se divertir com essa atividade.

Domingo (16/08) Mas um fim de semana onde a família poderá se divertir com uma edição do Historietas . Nesse dia a artista visual Flávia Bonfim conta a história O rosto é um mapa, uma leitura e recriação do fanzine homônimo sobre o caminho que traçamos no mundo, no corpo e no rosto (com expressões de alegria, espanto e tristeza), ao decidirmos desenhar a nossa própria cartografia. A apresentação tem tradução em Libras.

Terça (18/08): A semana começa com uma atividade para o público em geral no “Em Libras: Viagens”. Rosely Lucas propõe uma conversa, em libras, sobre viagens ao redor do mundo, passando por lições que abordam o vocabulário da Língua Brasileira de Sinais, uma introdução aos sinais desse campo semântico.

Quinta (20/08): Nesse dia haverá mais uma atividade “Visitas Patrimoniais”, que privilegiam o patrimônio e propõem uma imersão na história do Banco do Brasil, do CCBB e da cidade. Os educadores dialogam e compartilham narrativas a partir do prédio do centro cultural e de suas respectivas exposições de acervo. A visita tem tradução em Libras.

Sexta (21/08): O Transversalidades dessa semana apresenta o curso O que é curadoria? voltado para mães, pais, professores e educadores. Nessa edição, Keyna Eleison, pesquisadora e mestre em História da Arte, apresentará o trabalho de um curador e quais são suas funções.

Sábado (22/08): Os retratos antigos de família são lembranças inigualáveis. No Lugar de Criação: retratos de família, a proposta é retratar hoje as pessoas que vivem na sua casa. Já reparou como as fotos de outros tempos nos dizem sobre os modos de se vestir e se comportar em cada época? Reúna a família presente na residência que a diversão será certa.

Domingo (23/08): Nesse dia a família poderá acompanhar mais uma edição do Historietas. O grupo Giramundo apresenta o mini espetáculo Os orixás, que aborda a gênese do mundo, da terra, do homem e a riqueza do panteão africano, seus deuses e heróis, sua mitologia e sua cosmogonia. O grupo utilizará pequenos bonecos com palco e iluminação montados em casa. A apresentação tem tradução em Libras.

Segunda (24/08): Nos mapas antigos as distâncias eram contadas em passos e os trajetos aconteciam de formas diferentes. No Lugar de Criação: mapa de passos a família poderá aproveitar o dia em casa para fazer um mapa dos trajetos de um cômodo a outro.

Terça (25/08): A família poderá se divertir com mais uma edição do Historieta. Nesse dia, a artista Gisela Motta conta a história De repente… a escuridão, que narra o caminho de uma pessoa ao percorrer a escuridão, que foi realizado com desenhos e aquarelas. A atividade tem tradução em Libras.

Quinta (27/08): No “CCBB em Casa”, arte-educadores compartilham e trocam olhares, leituras e produções de significados em torno das produções, práticas e trajetórias artísticas das exposições de cada CCBB. Reúna a família, escolha um dos passeios virtuais (ou os quatro!) e prepare-se para momentos de lazer e cultura em casa. Nesse dia, a escritora, professora e atriz Cristiane Sobral conduz a visitação da exposição “Ex África”, realizada em outubro de 2018, no CCBB DF, realizando uma performance com o objetivo de tensionar noções sobre a diáspora africana e o racismo presente no Brasil.

Sábado (29/08): Que tal reunir a família para ler quadrinhos? O Lugar de Criação: quadrinhos a proposta é criar sua própria história em quadrinho e com seus personagens favoritos.

Domingo (30/08): Nesse dia, a família poderá se reunir para acompanhar mais uma edição do Historietas. A companhia teatral Lumiato conta a história Ciclos da Vida, que retrata a relação de uma neta e uma avó, que passa por momentos de incerteza frente a impossibilidade do encontro. A apresentaçãotem tradução em Libras.

Segunda (31/08) Já pensou em desenhar a partir da imagem de alguém que fez uma pose? Nessa semana o Lugar de Criação: modelo vivo tem a proposta de utilizar essa técnica ‘modelo vivo’ para produzir desenhos das pessoas presentes na residência. Reúna a família que a diversão está garantida.

Nesse mesmo dia, o público em geral poderá acompanhar o “Em Libras: Astronomias”. Rosely Lucas propõe uma conversa, em libras, sobre corpos celestes (como estrelas, planetas, cometas, nebulosas, aglomerados de estrelas, galáxias), passando por lições que abordam o vocabulário da Língua Brasileira de Sinais, uma introdução aos sinais desse campo semântico.

LEIA MAIS

Comentários