Catas Altas vai criar livro com memórias afetivas dos seus moradores mais experientes

As memórias e lembranças dos moradores mais experientes de Catas Altas, Minas Gerais, vão virar um livro. A publicação será produzida dentro do projeto “Memória Coletiva de Catas Altas” que tem como objetivo documentar as memórias dos idosos residentes no município.

O livro vai reunir relatos, fotos e documentos que serão coletados e enviados pelos moradores. Eles poderão escolher entre os quatro temas propostos: Memórias de Lugares; Memórias de Festas; Memórias de Cantigas e Danças; e Memórias da Profissão.

Mais informações podem ser obtidas neste link: https://bit.ly/36QDfXc

O material produzido deverá ser enviado entre os dias 1º e 8 de julho para os e-mails:

Após esta etapa, tudo será analisado pela equipe responsável para que o livro possa ser formatado.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Social Elaine Rodrigues, ao final do trabalho espera-se promover a valorização do ser, do saber e do fazer desse público. “Queremos ainda fortalecer a história de Catas Altas e do pertencimento dos idosos no município”, explica.

O Vice-prefeito Fernando Rodrigues Guimaraes completa que a atual gestão está pensando na forma mais adequada de promover o livro quando este for finalizado. “Uma apresentação ou uma exposição de fotos não está descartada. Mas ainda precisamos aguardar o andamento da pandemia da COVID-19 para que tudo seja feito de forma a não comprometer a saúde dos idosos e a da população em geral”, esclarece.

Para a secretária de Turismo e Cultura Myriam Celme, o projeto também dará uma contribuição inestimável para a história de Catas Altas. “Temos certeza de que iremos reunir um rico e vasto material. Nele, poderemos identificar alguns patrimônios culturais imateriais que possam ser reconhecidos e tombados pelo município, como já ocorre com o modo de fazer vinho e fermentado”, explica.

projeto memórias

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Catas Altas.

LEIA MAIS

Comentários