Bloco Carnavalesco “Madalena não gosta de poema” promove Baile do Roxo e Amarelo

Em seu quarto ano, o bloco carnavalesco “Madalena não gosta de poema” inova mais uma vez. Os organizadores vão resgatar mais uma tradição itabirana da folia: o baile de carnaval. “Os bailes de antigamente aconteciam em clubes e tinham as cores como tema. Foi aí que surgiu a ideia do Baile do Roxo e Amarelo. A gente já vinha pensando há mais tempo em fazer uma festa indoor, e nesse quarto ano de bloco, resolvemos promover o baile”, explicou Hebert Rosa, um dos idealizadores do Madalena.

 

O local escolhido foi o Barril Beer, localizado na Avenida Mauro Ribeiro. Nesse sábado, 2, a partir das 20h, a Orquestra Mistura e Manda, comandada pelo cantor Nonoca e por Marquinhos Maestro, colocará todo mundo para dançar ao som de marchinhas, frevos e muito samba. “Vamos relembrar os famosos carnavais de clube, com aquela cara de baile de máscaras”, conta Hebert.

Para isso, é importante quem todo mundo entre no ritmo da folia e tire do armário suas peças roxas e amarelas para brincar mais esse evento que já entrou para o calendário de evento do bloco que inclui ainda o tradicional cortejo que abre o carnaval e matinês. Mas, vale de tudo: fantasias, máscaras e animação. !Estaremos de coração aberto, recebendo a todos para brincar o carnaval. E a Madalena mandou avisar que é para todo mundo se preparar para dançar muito!”, arremata Hebert.

Como começou o bloco

Embalado pelas tradicionais marchinhas e temperada com o frevo pernambucano, em 2016, o bloco coloriu as ruas dos bairros Centro e Pará de amarelo e roxo pela primeira vez. O resgate dos carnavais de rua, tão tradicionais e famosos em Itabira, deu vida nova à cidade. Na época, Hebert Rosa disse ao Trem das Gerais que o que impulsionou os organizadores do bloco foi o amor e o respeito a Itabira e ao Carnaval. “O bloco foi criado em uma época cultural muito ruim e herdou essa força de fazer e não esperar! Unir forças e iniciar uma movimentação cultural”.

28166772_1486303218166023_1182517902664808060_n

Deu certo! O bloco “Madalena não Gosta de Poema”, depois de quatro anos, mudou de forma definitiva como as novas gerações vêem o carnaval local. Evento aguardo do calendário de pré-carnaval da cidade, o bloco inspirou outras pessoas e, esse ano, veremos a folia tomar ainda mais corpo com mais blocos indo para a rua.

O Madalena fez outra coisa importante para a cultura de Itabira: passou a homenagear figuras impares para a história local. Em 2019, pela primeira vez, uma mulher receberá essa honraria. Dona Naná Jabour, altiva e animada, já faz parte da história do bloco. “Desde o primeiro ano, Dona Naná comprou a ideia e foi curtir a folia à frente do bloco, comandando a festa. Em 2017, ela apareceu toda linda e elegante, de roxo e amarelo, e foi ditando o ritmo do Madalena. A gente tinha a necessidade de homenagear uma figura feminina do carnaval itabirano e ela foi um nome que todos que organizam o bloco aceitaram sem questionar, principalmente por ser uma mulher ativa, irreverente e que faz o carnaval valer à pena”, comemora Hebert.

48948205_1875839175879090_5456213559623024640_n

Cortejo do bloco

Esse ano, a Madalena ganhará as ruas de Itabira no domingo, 17 de fevereiro. A concentração do bloco acontecerá a partir das 9h, na Praça do Centenário, ao lado da Catedral Diocesana. Por volta das 12h, ao som de muito frevo e marchinhas, Madalena começará o cortejo pelas ruas dos bairros Centro e Pará, em direção à Pracinha do Pará.

SERVIÇO
Baile Carnavalesco Roxo e Amarelo
Data e horário: sábado, 2 de fevereiro, às 20h
Local: Barril Beer, Avenida Mauro Ribeiro, Esplanada, Itabira, Minas Gerais
Ingressos: A conferir. Informações aqui.

50751124_1911218562341151_9087960698788511744_n

LEIA MAIS

 

Comentários