Belo Horizonte recebe nesta semana a 28ª Feira Nacional do Artesanato

Belo Horizonte vai receber, a partir de terça-feira, 5 de dezembro, a 28ª Feira Nacional de Artesanato (FNA). A feira vai ocupar todo o pavilhão do Expominas com 1.200 estandes e terá a participação de 7 mil artesãos de todo o Brasil. Destes, mais de mil são provenientes dos diversos territórios de desenvolvimento de Minas Gerais.

O tema da Feira Nacional do Artesanato deste ano é “Resíduos – Reutilizar, Reduzir, Reciclar”. Alinhada com o tema, a FNA deixará de produzir cerca de uma tonelada de lixo de papel, o que vinha acontecendo nos anos anteriores.

Produtos feitos a partir das técnicas de reutilização e de reciclagem, tema principal da feira, além de artesanato das tipologias tradicionais do estado, como cerâmica, madeira, fibras, ferro, fios e tecidos, comporão os espaços da FNA.

A expectativa é de que a feira movimente R$ 60 milhões e receba público de aproximadamente 180 mil pessoas.

A feira é uma realização do Centro Cape, em parceria o Sistema Sesi-Fiemg e Sesc, e conta com o apoio do Governo de Minas Gerais. Mais informações estão disponíveis em www.feiranacionaldeartesanato.com.br.

+Artesanato

Durante a feira, o Governo de Minas Gerais vai lançar a primeira política pública de artesanato do Estado: o +Artesanato. A iniciativa inédita vem para abraçar de vez umas das mais ricas tradições do estado, encontrada em todas as partes do território mineiro.

Além do lançamento da política pública inédita, a feira contará com outra novidade especial: o cadastramento de artesãos mineiros para obtenção da Carteira Nacional do Artesão. O cadastramento será feito mediante pré-agendamento. A expectativa é de contemplar aproximadamente 50 entidades de artesãos, como associações, cooperativas, núcleos familiares, e mais de 80 artesãos individuais.

*Com informações da Agência Minas.

LEIA MAIS

Comentários