Batalha de poesias aproxima jovens itabiranos da literatura

Despertar o interesse das pessoas pela leitura não é tarefa fácil. De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Instituto Pró-Livro em 2016, 44% da população brasileira não lê e 30% nunca comprou um livro. O quadro é preocupante, mas algumas iniciativas têm o poder de aproximar as pessoas das palavras. Em Itabira, o Slam “A Rosa do Povo” vem desempenhando um papel interessante no fomento da literatura.

Na terça-feira, 23 de maio, na Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), aconteceu a terceira edição do slam itabirano – uma batalha de poesias que permite apenas trabalhos autorais. Dentre os participantes, o que chamou a atenção foi a quantidade de adolescentes participando das disputas e, também, acompanhando a apresentação dos versos.

Essa foi a terceira edição da batalha de poesias realizada em terras drummondianas. Em abril, o evento estreou e contou com participantes de outras cidades, como Timóteo, Coronel Fabriciano, Belo Horizonte e São Paulo. Esses turistas-poetas já participaram de outros slam’s e vieram conhecer a mais nova arena poética. A segunda edição ocorreu no início de maio.

Em todas as edições, o público jovem foi mais do que a paisagem espectadora. Eles se tornaram protagonistas. No 3º Slam “A Rosa do Povo”, o grande vencedor foi João Pedro Guerra Reis, de apenas 15 anos. O adolescente já havia vencido em edições anteriores. A ele se juntaram poetas de várias gerações, mas a sua, sem dúvida, vem ganhando destaque na produção de verso.

Um cenário que demonstra ainda haver uma veia poética forte em Itabira, cidade que é associada à poesia devido a um de seus ilustres filhos: Carlos Drummond de Andrade. Apesar desse peso histórico, o município vem falhando tanto na preservação e difusão do legado de CDA quanto no fomento de novos escritores e desenvolvimento da cena literária.

Talvez iniciativas como o Slam “A Rosa do Povo” resgatem a vocação poética dessa cidadezinha interiorana e ajude a construir novas páginas em sua história. Vale lembrar que a batalha de poesias é promovida pela FCCDA, por meio do projeto Drummonzinhos.

Confira a galeria de fotos do 3º Slam “A Rosa do Povo”

LEIA MAIS

Comentários

A profissão é jornalista. A diversão é um livro. Mas também pode ser um filme ou uma série. O esporte é futebol - desde que acompanhado do sofá da sala. O universo digital exerce grande interesse. Não dispensa uma xícara de café ou um copinho de cerveja.