Após passar por manutenção, Casa de Drummond é reaberta com exposição que homenageia filha do poeta itabirano

Em uma noite em que reuniu artes visuais, literatura e patrimônio histórico, a Casa de Drummond, um dos Pontos de Cultura gerenciado pela Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), foi reaberta com a exposição “Na Casa do Pai – Vida e Obra de Maria Julieta Drummond de Andrade”, que homenageia a também escritora e filha do poeta itabirano.

A solenidade de reabertura do espaço cultural contou com a presença de autoridades políticas e representantes da cena artística local. O prefeito de Itabira, Ronaldo Lage Magalhães, destacou que “é com alegria que resgatamos essa casa, que é importante no contexto cultural de Itabira”. Durante a sua fala, também afirmou que a Fazenda do Pontal, outro Ponto de Cultura mantido pela FCCDA, também será reformada. A previsão é de que as obras tenham início após o término das intervenções no Museu do Tropeiro.

Junto com a reabertura da Casa de Drummond aconteceu o lançamento da exposição “Na Casa do Pai – Vida e Obra de Maria Julieta Drummond de Andrade”, que tem curadoria de Neide Barbosa. A mostra retrata o trabalho da escritora Maria Julieta Drummond de Andrade, filha do poeta itabirano Carlos Drummond de Andrade, e a sua relação com o pai.

De acordo com Martha Mousinho Gomes Barbosa, superintendente da FCCDA, o espaço “tem uma simbologia muito grande e é um dever nosso enquanto funcionários públicos manter esse local e, como itabiranos, também devemos mostrar essa Casa, que é onde inicia a vida poética de Drummond”.

Na oportunidade, a gestora cultural anunciou que Ângelo Oswaldo, ex-ministro e ex-secretário de Estado de Cultura, que participou da solenidade, será curador de uma exposição dedicada ao poeta Carlos Drummond de Andrade na Casa em que poeta passou a sua infância.

“Essa Casa tem que guardar a infância e a poesia de Drummond. É uma alegria poder retornar a esse espaço e ver que além de guardar a infância e a poesia do poeta, também guarda todo o seu sentimento por meio da memória e obra da sua filha, Maria Julieta”, destacou Ângelo Oswaldo.

O público poderá conferir a exposição “Na Casa do Pai – Vida e Obra de Maria Julieta Drummond de Andrade” até outubro. O horário de visitação no espaço cultural é de 8h às 12h e 12h às 18h, de segunda a sexta-feira; e de 10h30 às 16h30, aos sábados, domingos e feriados.

Manutenção

A Casa de Drummond ficou fechada para reparos nos forros internos e no piso, troca de telhas, manutenção na rede hidráulica e elétrica e nova pintura. Ao todo, o serviço custou R$ 95 mil e foi custeado pela Secretaria Municipal de Obras (SMO).

Outras informações pelo site www.fccda.com.br ou pelo telefone (31) 3835-2102

Confira a galeria com as fotos da reabertura da Casa de Drummond:

LEIA MAIS

Comentários