46º Festival de Inverno de Itabira acontece de 11 a 20 de setembro em formato on-line

A superintendente da Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade (FCCDA), Martha Mousinho, e a vice-prefeita de Itabira, Dalma Barcelos, anunciaram em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 13 de agosto, a data de realização do 46º Festival de Inverno de Itabira: 11 a 20 de setembro. Com o tema “Sou Minas Gerais”, que homenageia os 300 anos do nosso estado, o evento será em formato on-line devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Para isso, serão realizadas transmissões ao vivo e exibições de vídeos pelo canal da FCCDA no YouTube. As lives e gravações acontecerão em três espaços culturais de Itabira: Casa de Drummond, Fazenda do Pontal e Teatro da FCCDA, representando, assim, a tradição artística da nossa cidade.

“Hoje temos a internet e diversas ferramentas tecnológicas que nos permitem explorar novos formatos para distribuir arte. Apesar de ser um processo ainda novo para todos, acreditamos que é possível adaptar com qualidade o Festival de Inverno a essa nova realidade e promover uma grande festa em sua 46ª edição”, destacou Martha Mousinho.

Estão previstos para este ano dois shows com artistas conhecidos nacionalmente, dez shows com artistas locais, dez oficinas, cinco palestras, dois bate-papos, duas contações de histórias, um teatro adulto e um teatro infantil. A programação completa será divulgada em breve pelo hotsite www.fccda.com.br/festivaldeinverno.   

Realizado pela Prefeitura Municipal de Itabira e FCCDA, o 46º Festival de Inverno de Itabira custará R$ 150 mil e tem patrocínio exclusivo da Vale. O evento, ainda, conta com apoio da Origami Propaganda.

Melhoras estruturais

Durante a coletiva de imprensa de lançamento do 46º Festival de Inverno de Itabira, Martha Mousinho e Dalma Barcelos também fizeram um balanço das obras de melhoria realizadas nos últimos anos na sede e nos espaços culturais da FCCDA.

Em parceria com o Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Artístico de Itabira (Comphai) e um investimento de R$ 95 mil, a Casa de Drummond passou por reformas no telhado, reparos nos forros internos e nos pisos, manutenção das redes elétrica e hidráulica e recebeu nova pintura.

Com um investimento total de R$ 139.895,00, o Teatro da FCCDA teve as suas poltronas e a central de ar condicionado reformados. Também passou por reparos estruturais e higienização do carpete, além de trocar as cortinas do palco e receber nova pintura. O Foyer também recebeu manutenção em seu piso a um custo de R$ 30.295,62.

O Memorial Carlos Drummond de Andrade, em uma parceria com a Secretaria de Meio Ambiente, também está sendo reformado. A Casa do Brás, que abriga a Escola Livre de Música de Itabira (ELMI), também está recebendo manutenções em sua estrutura —mais uma ação em conjunto com o Comphai.

Outra estrutura cultural que também recebeu atenção foi a Biblioteca Municipal Luiz Camillo de Oliveira Netto. Nela foram realizadas as seguintes intervenções: troca do piso, reforma do telhado, reestruturação da infraestrutura de rede, pintura e reforma de prateleiras, impermeabilização na laje e pilar, revitalização da rede elétrica, pintura geral, compra de mobiliários, computadores, mesa de iluminação, além de novos livros para o acervo. O custo total foi de R$ 285.096,80.

“Itabira estava com várias estruturas e espaços culturais precisando de reparos. Mas nós chegamos ao último ano de gestão com a sensação de dever cumprido. Sabemos que ainda há muito por se fazer, mas diante do que estava posto e do que entregamos, agora temos a certeza de ter feito o que era necessário”, avaliou Dalma Barcelos.

Arte_Divulgação_46º_Festival_de_Inverno_de_Itabira

LEIA MAIS

Comentários