Verdade seja dita: somos todas fantasiosas

Não sou uma mulher defensora de causas feministas. Definitivamente! Aliás, não acho que admitir as excentricidades das mulheres seja, de alguma forma, trair a classe. Acredito que seríamos consideradas menos complicadas se tivéssemos coragem de assumir nossas fragilidades e falássemos sem rodeios.

Pois bem, aí vai uma constatação importante: mulheres fantasiam suas relações amorosas. Não tem jeito de fugir disso, cara! Sua avó, sua mãe, sua irmã, suas tias, primas, amigas, professoras, colegas de trabalho, a caixa do supermercado, a atendente da padaria, a recepcionista do seu dentista, a sua mulher… TODAS fantasiam o que não têm!

Homem: a vida que você e sua mulher levam é ótima. Tirando uma desavença ou outra, um mal entendido e aquelas briguinhas que todo casal tem, vocês se amam! O sexo ainda é interessante. Vocês mantém uma boa relação com as famílias de ambos. Os dois se dedicam às carreiras e têm empregos satisfatórios. Tudo caminhando como você sempre achou que seria. Uma alegria só!

Desculpa jogar água fria na sua vida perfeita de casal, gato, mas sua mulher não acha tão maravilhoso assim, não!

Com certeza ela reclama com as amigas que você poderia ser mais carinhoso, que ela poderia ser mais compreensiva, que vocês passaram a ter uma vida social menos ativa. Pra dizer o mínimo!

Ela faz isso porque está insatisfeita? NÃO!

Ela faz isso porque é uma sonhadora. E, invariavelmente, toda mulher nasce com o gene do romantismo em tamanho irremediavelmente maior do que deveria ser. É sempre mais fácil se imaginar vivendo um roteiro de filme “água-com-açúcar”. Isso nos mantém vivas!

A mulher pensa assim: depois de achar que cada cara errado que passou pela sua vida seria o cara certo e descobrir que não, ela passa a fantasiar. Assim, quando a próxima promessa de relacionamento saudável e duradouro aparece, fica mais fácil ver com otimismo um futuro a dois.
Essa fantasia que criamos não é ruim. Ajuda a gente a perceber a sorte de poder deitar pra dormir, toda noite, ao lado de um cara que está ali por um motivo simples: você é exatamente como ele sempre quis!

Comentários

Tatiana Linhares. Muitas. Jornalista. Mineira. Tatuada. Outono e primavera. Pão de queijo. Livros. Música. Revistas. Cinema. Teatro. Futebol. Cruzeiro. Viagens de carro. Areia e mar. Esmalte colorido. Cerveja gelada. Família grande. Incontáveis amores. Paixonites agudas. Saudade. Simplicidade. Palavras