PORTUGUÊS: Você sabe o que são Pérolas Gramaticais?

Caro leitor, na semana passada mostramos algumas das expressões redundantes que recheiam nossa língua pátria. Seguindo nessa linha das curiosidades do português, hoje algumas “Pérolas Gramaticais”. Por incrível que possa parecer, elas existem.

“Pérolas Gramaticais” é uma denominação comumente utilizada para designar o uso de vocábulos inadequados presentes nas construções linguísticas, os quais prejudicam a coesão das mensagens emitidas. É importante observar que tanto a fala como a escrita estão sujeitas à ocorrência desse tipo de “deslize”, e que as “pérolas”, muitas vezes, são proferidas por descuido (ou mesmo desconhecimento da forma correta) por parte do emissor. O leitor/ouvinte, ao se deparar com “pérolas gramaticais”, pode considerá-las divertidas, fato perfeitamente explicável tendo-se em vista a incoerência que as construções apresentam.

Geralmente, as pérolas são extraídas de redações de vestibular. Observe alguns exemplos:

  • Gostaria de informar que o período de matrícula inspirou. (expirou)
  • Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe. (adrenalina)
  • Na Bahia há um povo muito hospitalar. (hospitaleiro)
  • Agora que estou informatizado, cobrarei meus direitos. (informado)
  • O Brasil é um país abastardo com um futuro promissório. (abastado, promissor)
  • O maior matrimônio do país é a Educação. (patrimônio)
  • Os índios eram muito atrasados, mas com o tempo foram se sifilizando. (civilizando)
  • A vida é um conto de fábulas. (fadas)
  • Tiradentes, depois de morto, foi decapitulado. (decapitado)
  • A capital de Portugal é Luiz Boa. (Lisboa)
  • O principal rio nos Estados Unidos é o Mininici. (Mississipi)
  • O acidente foi no célebre Retângulo das Bermudas. (Triângulo)
  • A ciência progrediu tanto que inventou ciclones, como a ovelha Dolly. (clones)
  • O problema ainda é maior em se tratando da camada Diozoni. (Camada de Ozônio)
  • Eu luto para atingir os meus obstáculos. (objetivos)
  • O Euninho já provocou secas e enchentes calamitosas. (El Niño)
  • É um problema de muita gravidez. (gravidade)
  • Existem raios ultra-violentos. (ultravioletas)
  • Os lagos são formados pelas bacias esferográficas. (hidrográficas)
  • Nao foi ilusão idiótica o que eu tive. (ilusão de ótica)
  • Isso é crime de falsidade biológica! (ideológica)
  • É necessário ler a bússola do remédio. (bula)
  • As mudanças ocorrem devagarosamente. (vagarosamente)
  • Como diz o ditado: é duro agradar a pobres e troianos. (gregos)
  • Eu concordo em gênero e número igual. (gênero, número e grau)
  • Ele tem medo de ficar preso no elevador, pois tem cleptomania. (claustrofobia)
  • Acho que minha professora é lésbica, pois está sempre olhando para cima. (estrábica).

Então, você já se deparou com algumas dessas “pérolas”? Quando for prestar prova ou concurso, fique esperto. Os deslizes gramaticais estão por toda parte. E podem derrubar aqueles menos avisados.

Boa leitura e até a próxima semana!

Fonte: site Só Português.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA “PORTUGUÊS”

Comentários

Celso Charneca Leopoldino é graduado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, pós-graduação em Marketing para Executivos e MBA em Gestão Socioambiental. Fez vários cursos nas áreas de gestão social e de gestão de comunicação estratégica. Possui mais de 35 anos de experiência em comunicação empresarial, gestão social, relações com comunidades e relações institucionais.