PORTUGUÊS: revisão sobre a utilização da língua portuguesa – Parte 3

Prezado leitor, retomamos nossa revisão sobre o emprego correto da língua portuguesa. Essa semana focaremos nos pronomes pessoais oblíquos e de tratamento, que sempre derrubam candidatos nos concursos. Vamos a eles!

Você sabia que a palavra COMIGO é um pronome formado pela preposição COM mais o pronome MIM? Escreve-se tudo junto: COMIGO. Esse é um PRONOME OBLÍQUO TÔNICO, assim como CONTIGO, CONSIGO, CONOSCO e CONVOSCO. O COMIGO é o mais usado de todos eles, mas o CONOSCO não fica muito atrás. Só que, ao contrário de COMIGO, o pronome CONOSCO deixa muita gente em dúvida na hora de falar e de escrever.

Afinal, deve-se usar sempre CONOSCO ou também podemos falar e escrever COM NÓS? Diga ou escreva, por exemplo: “Doutor Almir jantou CONOSCO”;  “Quero que você fique CONOSCO”. Entretanto, quando após o pronome houver pronomes como OUTROS, MESMOS, PRÓPRIOS, TODOS, numerais ou mesmo uma frase, devemos usar a expressão COM NÓS: “Doutor Almir jantou COM NÓS TODOS”; “Quero que você fique COM NÓS MESMOS”; “Ele quer se reunir COM NÓS TRÊS”.

Pronomes pessoais de tratamento – você já viu na TV alguma discussão entre deputados ou entre juízes num tribunal? É um tal de VOSSA EXCELÊNCIA para lá, VOSSA EXCELÊNCIA para cá; Vossa Excelência FEZ isso, FALOU aquilo…proferidos às vezes antes de algum desaforo. VOSSA EXCELÊNCIA é um pronome pessoal de tratamento usado quando nos dirigimos a altas autoridades, como deputados, juízes, Presidente da República, ministros, prefeitos e governadores, entre outros.

Você observou que se diz “Vossa Excelência FEZ”, “Vossa Excelência FALOU”? É isso mesmo: os pronomes de tratamento sempre fazem a concordância de terceira pessoa, embora se refira à segunda. E tanto faz ser do plural ou do singular. Então, devemos dizer: “Vossa Excelência RECEBEU o convite”, e não recebestes. “Vossas Excelências PEDIRAM a revisão das provas”, e não pedistes. Mais uma informação: os pronomes de tratamento devem fazer também a concordância de gênero.

Observe os exemplos: “VOSSA EXCELÊNCIA parece PREOCUPADO” (quando se fala com um homem); ”VOSSA SENHORIA está CALMA” (se você falar com uma mulher). E mais um lembrete: Ao falar COM uma dessas autoridades, devemos usar VOSSA Excelência: “VOSSA Excelência poderia me acompanhar?”. Mas quando falar SOBRE (a respeito de) uma autoridade, usamos SUA Excelência:  “Você poderia me ajudar a me encontrar com SUA Excelência?”

Até a próxima semana!

Fonte: dicas do professor Sérgio Nogueira

CLIQUE AQUI E LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA “PORTUGUÊS”

Comentários

Celso Charneca Leopoldino é graduado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, pós-graduação em Marketing para Executivos e MBA em Gestão Socioambiental. Fez vários cursos nas áreas de gestão social e de gestão de comunicação estratégica. Possui mais de 35 anos de experiência em comunicação empresarial, gestão social, relações com comunidades e relações institucionais.