PORTUGUÊS: Por que não adianta virar a noite para estudar para concursos?

Prezados, volto à tona com um assunto extremamente importante para quem está se preparando para prestar concursos ou provas: virar a noite estudando. Será que essa é a melhor forma de se preparar? Ou, será que isso adianta?

Estudar para concursos, não é fácil. Com tantas matérias, videos, livros, textos técnicos e exercícios para memorizar, a rotina de muitos estudantes de concurso chega a ser mais complexa do que a de muitos profissionais com a carteira assinada.

Para dar conta de tanta informação, muitos concurseiros, especialmente aqueles que trabalham de dia, não veem outra saída que não seja sacrificar as noites de sono. Eles estão dormindo menos na esperança de aprender mais. Por outro lado a ciência nos mostra que quanto mais nós aprendemos, melhor deve ser o sono. Como resolver essa questão? O que fazer para chegar ao equilíbrio?

Dormir pouco pode colocar tudo a perder. Inclusive aquela matéria que você deu duro para aprender! Quer saber por que não adianta virar a noite para estudar pra concursos? Então continue a leitura!

  1. Compromete seu rendimento nos estudos

Virar a noite para estudar te deixará muito mais cansado. Isso porque, durante o dia, você não terá a mesma disposição para ler, interpretar, analisar e fazer exercícios. Como consequência, você vai gastar mais tempo tentando assimilar as matérias, o que pode atrasar seu cronograma.

Você não só vai gastar mais tempo para estudar as matérias: virar a noite estudando vai te deixar mais sonolento durante o dia, podendo causar déficit de atenção e de concentração.

  1. Afeta seu sono e sua saúde

Dormir poucas horas compromete sua saúde. Além de não conseguir descansar de modo satisfatório — afinal, o corpo precisa se recuperar das atividades que executou durante o dia —, o cérebro precisa descansar por algumas horas para que as informações de curto prazo possam ser transferidas para as de longo prazo.

Nosso corpo é programado para dormir à noite. E alguns fatores biológicos fundamentam isso: a temperatura do corpo baixa e o corpo produz uma substância chamada melatonina (que é responsável pela regulação do sono), além da ausência de luz, são fatores que incentivam o sono.

Ao contrário do que ocorre durante o dia, em que a presença de luz contribui para que a gente fique sempre mais atento ao que acontece a nosso redor.

Isso quer dizer que você precisa dormir para que tudo o que você estudou possa ser devidamente armazenado em sua memória. Assim, você não corre o risco de ter aquele “branco” na hora da prova.

  1. Compromete a assimilação das matérias

Além ter seu rendimento nos estudos diários comprometido, você passará a ter mais dificuldade para se lembrar do que estudou recentemente. Além disso, a longo prazo, você terá dificuldades em se concentrar, colocando todo seu projeto de estudos em risco, comprometendo sua capacidade de raciocínio e sua memória.

Outro fator importante: afeta a associação de ideias e a argumentação. Por exemplo, quando você estiver lendo, poderá não entender ou ficar confuso, podendo marcar uma questão errada, com consequências negativas no edital do concurso.

Há uma explicação biológica para isso: possuímos dois mecanismos de memória: a de curto e a de longo prazo. A primeira é a capacidade que temos de reter informações por um período relativamente curto; a segunda refere-se ao armazenamento de informações a longo prazo.

Nesse caso, todos os dados e informações que acumulamos vão sendo registrados em nossa memória de longo prazo, e é de lá que eles podem ser recuperados e relembrados. Não há limite para a sua capacidade de registro e armazenamento.

Estudar para concurso público exige disciplina, foco, organização e bons métodos de memorização. Não há vantagem nenhuma em virar a noite para estudar, pois isso coloca em risco sua aprendizagem — e sua saúde. Seria como construir um gigante com pés de barro: o esforço estaria sendo todo construído sobre uma base frágil, que não resiste ao menor impacto.

Portanto, o primeiro passo para que você consiga estudar de forma satisfatória é fazer uma análise de como está sua rotina, quais são os seus horários disponíveis (inclusive os horários dedicados ao lazer) e quais são as matérias que você precisa estudar.

Do mesmo modo, é preciso separar os materiais de que necessita para estudar. Deixando-os organizados, você economiza tempo, pois saberá exatamente o que tem que estudar em um horário predeterminado por você.

Enfim, como se organizar? Separei, abaixo, uma lista com dicas fundamentais para você levar em consideração ao se preparar para um certame:

  • Invista em métodos eficazes de memorização, porque com uma memória forte os estudos renderão mais e você evitará o reestudo;
  • Organize sua rotina, pois assim você conseguirá otimizar algumas tarefas, sobrando mais tempo para os estudos;
  • Faça exercícios para a memória, pois assim você a fortalecerá, aumentando  seu aproveitamento nos estudos;
  • Planeje estudar em um horário fixo por dia, pois com um horário fixo você vai criar o hábito de estudar com mais dedicação, evitando distrações;
  • Realize uma atividade por vez, pois assim você vai se concentrar mais na matéria que estiver estudando;
  • Estabeleça metas, pois assim você conseguirá cumprir, com êxito, todo o conteúdo que precisa estudar;
  • Crie o hábito de se exercitar, pois isso o ajudará a ficar mais disposto para os estudos;
  • Revise as matérias periodicamente, pois assim você conseguirá rever conceitos que foram estudados há algum tempo, evitando, portanto, de esquecê-los;
  • Resolva exercícios, pois assim você ficará melhor preparado para as provas e saberá como os conteúdos vem sendo cobrados;
  • Alimente-se bem, pois uma boa alimentação afeta positivamente em nosso desempenho de estudo diário;
  • Durma, pelo menos, 6 horas por noite, pois o cérebro precisa armazenar tudo que aprendeu durante o dia.

Organizar-se para aprender de modo realmente eficaz é o caminho mais seguro para a tão sonhada aprovação. Cultivar hábitos saudáveis, como dormir e alimentar-se bem, além de investir em técnicas eficazes de estudo, contribui para que você atinja seus objetivos.

Existem muitos erros que são cometidos por quem estuda para concursos; isso pode se agravar caso a pessoa tenha uma rotina com muitas atividades e obrigações. De qualquer forma, não adianta desperdiçar o tempo em que você realmente precisa descansar acreditando que o sacrifício valerá a pena: não tente virar a noite para estudar.

Em vez disso, por que não procurar por métodos e técnicas de memorização? Eles podem ser uma boa estratégia, porque vão te ajudar na organização, permitindo que você estude com foco e priorize os momentos de estudo e de descanso — imprescindíveis para seu sucesso profissional.

Com disciplina e um pouco de organização, você terá condições de estudar e guardar todas as informações de que precisa para conseguir ser aprovado no concurso que tanto almeja!

Viu como virar a noite para estudar pode ser extremamente prejudicial? Veja agora como ser mais concentrado no trabalho e nos estudos!

Até a próxima semana. Boa leitura!

Fonte: Renato Alves é escritor, pesquisador e primeiro brasileiro a receber o título oficial de melhor memória do Brasil, pelo Guiness Book, o livro dos recordes.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA “PORTUGUÊS”

Comentários

Celso Charneca Leopoldino é graduado em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, pós-graduação em Marketing para Executivos e MBA em Gestão Socioambiental. Fez vários cursos nas áreas de gestão social e de gestão de comunicação estratégica. Possui mais de 35 anos de experiência em comunicação empresarial, gestão social, relações com comunidades e relações institucionais.