PORTUGUÊS: 15 dicas para concurso: não se confunda mais!

Prezado leitor, começo essa coluna pedindo desculpas por um pequeno equívoco. Na coluna passada eu disse que colocaria 15 dicas para você estudar. Na verdade, coloquei 14 dicas. Nessa coluna colocarei outras 12 dicas para que você possa preparar-se adequadamente para futuros concursos.

Então, vamos a elas!

  1. A princípio ou em princípio? A princípio equivale a “no início”. Exemplo: Achamos, a princípio, que ele estava falando a verdade.

Em princípio significa “em tese”. Exemplo: Em princípio, todo homem é igual perante a lei.

  1. Senão ou se não? Senão significa “a não ser”, “caso contrário”. Exemplo: “Nada fazia senão reclamar”.

Se não é usado nas orações subordinadas condicionais. Exemplo: Se não chover, poderemos sair.

  1. Onde ou aonde? Onde indica lugar em que algo ou alguém está e deve ser utilizado somente para substituir vocábulo que expressa a ideia de lugar. Exemplo: Onde coloquei minhas chaves?

Aonde também indica lugar em que algo ou alguém está, porém quando o verbo que se relacionar com “onde” exigir a preposição “a”, deve-se agregar esta preposição, formando assim o vocábulo “aonde”. Expressa a ideia de destino, movimento. Exemplo: Aonde você irá depois do trabalho?

  1. Aceita-se ou aceitam-se? Nesse caso, o verbo “aceitar” deve concordar com o sujeito se ele estiver no plural ou no singular. Exemplo: “Aceita-se animal de estimação” ou “Aceitam-se animais de estimação.”
  1. A fim ou Afim? A locução a fim indica ideia de finalidade. Exemplo: Nós viemos a fim de discutir o projeto.

Afim é um adjetivo e significa semelhança. Exemplo: Eles têm ideias afins.

  1. Despercebido ou desapercebido? Despercebido significa sem atenção. Exemplo: As mudanças passaram despercebidas.

Desapercebido significa desprovido, desprevenido. Exemplo: Ele estava totalmente desapercebido de dinheiro.

  1. Viagem ou viajem? Viagem é substantivo. Exemplo: Fiz uma linda viagem.

Viajem é a flexão do verbo viajar no Presente do Subjuntivo e no Imperativo. Exemplo: Espero que eles viajem amanhã.

  1. Mal ou mau? Mal opõe-se a bem. Exemplo: O jogador estava mal posicionado

Mau é o posto de bom. Exemplo: Aquele homem é mau.

  1. Perca ou perda? Perca é verbo. Exemplo: Não perca as esperanças.

Perda é um substantivo. Exemplo: Há muita perda de tempo com banalidades.

  1. Traz ou trás? Traz é a conjugação do verbo “trazer” na 3ª pessoa do singular do Presente do Indicativo. Exemplo: Ela sempre traz os relatórios para a gerência.

Trás refere-se a parte posterior. Exemplo: Ele olhou para trás e viu o vulto.

  1. Meio-dia e meio ou meio-dia e meia? O correto é meio-dia e meia, pois o numeral fracionário concorda em gênero com a palavra hora: meio dia e meia hora.
  1. Obrigado ou Obrigada? Homens devem dizer “obrigado”.

Mulheres dizem “obrigada”.

Boa leitura!

Fonte de pesquisa: LFG Blog Acontece.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA “PORTUGUÊS”

Comentários