GASTRONOMIA: Voltando à rotina com receita

Semana passada não teve coluna e faço aqui minha mea culpa. Tive alguns dias de férias e dei uma desligada para recarregar a bateria; desliguei tanto que esqueci do nosso encontro semanal.

Aproveitei as férias e fiz as coisas que mais gosto: dormi e comi. Comi muito, apreciei a boa mesa, farta e saborosa, graças a Deus. Como nem tudo são flores (e quilos a mais), a velha e boa rotina retornou e os dias de Netflix, TV e roça chegaram ao fim. Voltei ao trabalho e retomei meus compromissos. E isso inclui nossa prosa semanal.

Aproveitei a segunda-feira e a fatídica promessa de dieta que a acompanha para compartilhar com vocês uma receita leve e deliciosa de tomates recheados com creme de ricota, que sozinha ou acompanhada de um mix de folhas serve como entrada ou, junto de uma proteína, se transforma em uma refeição completa.

Preparei a receita para o jantar do início da semana e foi sucesso total. Espero que gostem.

Um xêro da Nêga!

Tomates recheados com creme de ricota

Ingredientes

  • 6 tomates médios
  • 500g de ricota ralada fina ou amassada com garfo
  • 100g de azeitonas picadas (pode substituir por alcaparras previamente dessalgadas)
  • 1 caixa de creme de leite light
  • 1 colher de chá de alho desidratado ou 1 dente de alho amassado
  • Salsinha e cebolinha a gosto
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • Azeite

Modo de preparo

Retire a polpa do tomate com a ajuda de uma colher (cuidado para não furar o tomate), tempere com sal e pimenta do reino e um fio de azeite e reserve. Em uma vasilha coloque a ricota amassada e os demais ingredientes, tempere com sal e pimenta do reino e misture até ficar homogêneo. Recheie os tomates, coloque em uma assadeira, regue com um fio de azeite e leve ao forno por aproximadamente 2 minutos ou até que os tomates fiquem macios, porém firmes.

01

Dicas

  • Guarde a tampa do tomate e a polpa e utilize em sopas ou para um molho caseiro delicioso.
  • Sirva os tomates quentes como guarnição ou em temperatura ambiente como entrada junto com uma salada de folhas verdes.
  • Para recepções faça uma versão miniatura utilizando o tomate cereja (não precisa ir ao forno), fica lindo e é uma ótima opção aos canapés tradicionais.

LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA “GASTRONOMIA”

Comentários

Kamila Duarte de Jesus ou simplesmente Nêga, como é chamada pela família e pelos amigos, traz a paixão pelas panelas no DNA. Bisneta de Raimundo Cozinheiro - cozinheiro dos ingleses que vieram para Itabira junto com a Companhia Vale do Rio Doce -, aprendeu a cozinhar ainda criança quando usava um mini fogão a lenha para preparar guisados e batatas para suas bonecas. Formou-se em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário Newton Paiva por ouvir de todos que era muito criativa. A paixão pela gastronomia passou de brincadeira de criança a assunto de adulto e já atuando profissionalmente na área se formou em Cozinha Profissional pelo Senac – MG em 2014. Acredita que um bom prato de sopa até cura, que doce é um carinho na alma e que cozinhar é uma maneira de demonstrar amor ao próximo.