GASTRONOMIA: Os 50 melhores da América Latina

Aconteceu na noite de ontem na cidade do México a premiação para os cinquenta melhores restaurantes da América Latina. O prêmio “Latin America’s 50 Best Restaurants”, patrocinado pela S. Pellegrino & Acqua Panna, elege os melhores restaurantes e contou esse ano com grandes estrelas brasileiras.

O renomado D.O.M, do Chef Alex Atala, foi melhor colocado ocupando o terceiro lugar da lista com o título de “Best Restaurant in Brazil”. O Brasil apareceu na lista nove vezes. O Maní, de São Paulo, ocupou a oitava posição, Olympe e lasai, ambos do Rio de Janeiro, ocuparam respectivamente o 17º e 18º lugares.

Destaque também para os novos integrantes da lista: o Tuju e A Casa do Porco Bar, ambos de São Paulo. Em primeiro lugar ficou o peruano Central, que ocupa o posto pela terceira vez consecutiva.

A cerimônia ainda contou com a entrega de diversos prêmios individuais. Na categoria “Chef’s Choice”, os chefs elegeram o melhor da região: “Best Pastry Chef” premiou Gustavo Saez como melhor chef confeiteiro; o “Diners Club Lifetime Achievement Award” premiou Claude Toigrois, o “Best Female Chef Award” ficou para Kamilla Seidler e “One to Watch Award” para o Alcalde.

Confira a lista completa

  1. Central, Lima, Peru
  2. Maido, Lima, Peru
  3. D.O.M., São Paulo, Brazil
  4. Boragó, Santiago, Chile
  5. Pujol, Mexico City, México
  6. Quintonil, Mexico City, México
  7. Astrid y Gastón, Lima, Peru
  8. Maní, São Paulo, Brasil
  9. Tegui, Buenos Aires, Argentina
  10. Biko, Mexico City, México
  11. Sud 777, Mexico City, México
  12. La Mar, Lima, Peru
  13. El Baqueano, Buenos Aires, Argentina
  14. Gustu, La Paz, Bolívia
  15. Amaranta, Toluca, México
  16. Leo, Bogotá, Colômbia
  17. Olympe, Rio de Janeiro, Brasil
  18. Lasai, Rio de Janeiro, Brasil
  19. Pangea, Monterrey, México
  20. Ambrosia, Santiago, Chile
  21. Don Julio, Buenos Aires, Argentina
  22. 99, Santiago, Chile
  23. Parador La Huella, José Ignacio, Uruguai
  24. A Casa do Porco, São Paulo, Brasil
  25. Roberta Sudbrack, Rio de Janeiro, Brasil
  26. Aramburu, Buenos Aires, Argentina
  27. Osso Carnicería y Salumería, Lima, Peru
  28. Mocotó, São Paulo, Brasil
  29. Criterión, Bogotá, Colômbia
  30. Rafael, Lima, Peru
  31. Elena, Buenos Aires, Argentina
  32. Alto, Caracas, Venezuela
  33. La Cabrera, Buenos Aires, Argentina
  34. Fiesta, Lima, Peru
  35. Chila, Buenos Aires, Argentina
  36. Maito, Panama City, Panamá
  37. Nicos, Mexico City, México
  38. Malabar, Lima, Peru
  39. Corazón de Tierra, Valle de Guadalupe, México
  40. Harry Sasson, Bogotá, Colômbia
  41. Isolina, Lima, Peru
  42. 1884 Restaurante, Mendoza, Argentina
  43. Osaka, Santiago, Chile
  44. Remanso do Bosque, Belém, Brasil
  45. Tuju, São Paulo, Brasil
  46. La Bourgogne, Punta del Este, Uruguai
  47. Tierra Colorada Gastro, Asunción, Paraguai
  48. Dulce Patria, Mexico City, México
  49. Andrés Carne de Res, Bogotá, Colômbia
  50. Pura Tierra, Buenos Aires, Argentina

LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA “GASTRONOMIA”

Comentários

Kamila Duarte de Jesus ou simplesmente Nêga, como é chamada pela família e pelos amigos, traz a paixão pelas panelas no DNA. Bisneta de Raimundo Cozinheiro - cozinheiro dos ingleses que vieram para Itabira junto com a Companhia Vale do Rio Doce -, aprendeu a cozinhar ainda criança quando usava um mini fogão a lenha para preparar guisados e batatas para suas bonecas. Formou-se em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário Newton Paiva por ouvir de todos que era muito criativa. A paixão pela gastronomia passou de brincadeira de criança a assunto de adulto e já atuando profissionalmente na área se formou em Cozinha Profissional pelo Senac – MG em 2014. Acredita que um bom prato de sopa até cura, que doce é um carinho na alma e que cozinhar é uma maneira de demonstrar amor ao próximo.