GASTRONOMIA: Mi casa, su casa

Se tem uma coisa que eu gosto de fazer é receber meus amigos em casa. Já tenho até uma certa fama (ainda bem que é boa, eu acho) por causa desse hábito.

Às vezes recebo um número maior de amigos e acaba virando um evento, mas tenho tido um grande apreço por pequenas reuniões, daquelas em que todos cabem em volta da mesa da área. Nesses encontros acontece de cada amigo levar sua contribuição para os petiscos, mas quase sempre eu fico encarregada de transformar a matéria prima em produto final.

Foi pensando nisso que me inspirei no texto de hoje: algumas dicas de petiscos para receber.

Sempre gosto de ter em casa antepastos e patês que são ótimas pedidas para bruschettas, torradas, biscoitos e capas de canudo. Frios são sempre bem vindos, pois nos dão a possibilidade de construir petiscos incríveis por meio de simples combinações.

Para bruschettas, tenha sempre à mão tomates frescos, manjericão, orégano e outras ervas frescas, azeite, queijos, presunto e cogumelos.

Para patês não pode faltar maionese, queijo cremoso e creme de leite que serão as bases de patês diversos, que podem ser de azeitona, presunto, frango, atum, queijo e alho.

Há uma infinidade de opções! Nessas horas, o bom é abusar da criatividade. Para os que têm um pouco mais de dificuldade, eu já falei aqui sobre alguns livros que podem ajudar com receitas práticas e deliciosas.

Abaixo vocês conferem receitas que são coringas das minhas reuniões em casa:

Bruschetta tradicional
Ingredientes
1 baguette cortada em fatias de 2 cm de espessura
1 dente de alho
2 tomates sem pele e sem semente cortado em cubos
Folhas de manjericão
Azeite
Queijo parmesão ralado

Modo de preparo
Esfregue o dente de alho nas fatias de pão para aromatizar, distribua em uma assadeira e regue com um fio de azeite. Leve ao forno por 10 minutos.

Tempere os tomates com sal, pimenta do reino e azeite. Distribua-os sobre os pães e coloque o queijo. Leve novamente ao forno apenas para derreter o queijo.

Antepasto de champignon e alho poró
Ingredientes
200g de champignons em fatias finas
30ml de cachaça ou conhaque
1 alho poró cortado bem fininho
150g de cream cheese
Sal e pimenta do reino a gosto
Tomilho fresco

Modo de preparo
Em uma frigideira refogue o alho poró em um fio de azeite, coloque os champignons e flambe com a cachaça ou conhaque. Deixe o álcool evaporar. Tempere com sal, pimenta do reino e tomilho.

Desligue o fogo e acrescente o cream cheese até obter uma mistura homogênea.

Sirva em canudinhos ou torradas. Finalize com alho frito ou cheiro verde picadinho.

Tapenade de azeitonas verdes e pretas
Ingredientes
100g de azeitonas verdes sem caroço picadas
100g de azeitonas pretas sem caroço picadas
1 colher de sopa de alcaparras picadas
50g de nozes (pode substituir por castanha) trituradas grosseiramente
1 dente de alho
50ml de azeite
Suco de meio limão
Pimenta do reino a gosto
1 colher de sopa de molho de soja
Folhas de manjericão a gosto

Modo de preparo
Lave as azeitonas e as alcaparras para retirar o excesso de sal. Pique tudo e misture em uma vasilha com os demais ingredientes; deixe descansar por algumas horas antes de servir.

Chutney de manga
Ingredientes
2 mangas (tommy ou palmer) descascadas e cortadas em cubos
1 pimentão vermelho cortado em cubos
1 cebola cortada em cubos
1 colher de chá de gengibre picado
1 dente de alho picado
1 pau de canela
2 cravos da índia
1 pimenta dedo de moça picada (quem gosta mais picante usar com a semente)
1 anis estrelado
Noz moscada ralada
4 colheres de sopa de mel ou açúcar
Suco de dois limões ou vinagre

Modo de preparo
Em uma panela refogue a cebola e o alho. Acrescente o pimentão, a manga e os demais ingredientes. Mexa e deixe cozinhar em fogo baixo até atingir a consistência de uma compota.

Para servir retire a canela em pau, os cravos e o anis estrelado. Guarde em pote limpo e seco na geladeira.

Acompanha torradas, frango, peixe e saladas.

Agora é reunir os amigos e aproveitar!

Comentários

Kamila Duarte de Jesus ou simplesmente Nêga, como é chamada pela família e pelos amigos, traz a paixão pelas panelas no DNA. Bisneta de Raimundo Cozinheiro - cozinheiro dos ingleses que vieram para Itabira junto com a Companhia Vale do Rio Doce -, aprendeu a cozinhar ainda criança quando usava um mini fogão a lenha para preparar guisados e batatas para suas bonecas. Formou-se em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário Newton Paiva por ouvir de todos que era muito criativa. A paixão pela gastronomia passou de brincadeira de criança a assunto de adulto e já atuando profissionalmente na área se formou em Cozinha Profissional pelo Senac – MG em 2014. Acredita que um bom prato de sopa até cura, que doce é um carinho na alma e que cozinhar é uma maneira de demonstrar amor ao próximo.