GASTRONOMIA: Agora é a vez da tapioca

Tapioca está na moda! Fina ou granulada, a farinha vinda da mandioca é a queridinha da vez. Tapioca é o novo pão da galera fitness: com queijo, ovo ou peito de peru ela tem sido opção de substituição ao bom e velho pãozinho. Se é uma boa opção? Bom, isso deu deixo para os meus amigos (as) nutricionistas.

Para os não tão fitness tem a tapioca de morango com Nutella, de frango com catupiry e recheios que vão além da nossa imaginação.

Temos casas especializadas em tapiocas por todo o país. Saída do nordeste, essa iguaria ganhou várias versões, como a crepioca, e tem feito sucesso por onde passa ganhando o coração e o estômago de quem procura por uma refeição saborosa e saudável, ou não.

Como eu passo bem longe da parte fitness desse texto, trouxe hoje para vocês um tira-gosto feito a base de tapioca granulada e queijo coalho. Famosos no restaurante do chef Rodrigo Mocotó, os dadinhos de tapioca são sucesso entre os butequeiros de plantão. Muito mais simples do que se imagina, o preparo é fácil e exige poucos ingredientes.

Dadinhos de tapioca

Ingredientes

  • 1 1/4 de xícara (chá) de tapioca granulada;
  • 250g de queijo de coalho;
  • 1/2 litro de leite;
  • 1 pitada de sal;
  • 1 pitada de pimenta branca.

Modo de Preparo

Forre com filme uma assadeira pequena, de cerca de 20 x 25 cm. Numa tigela grande, rale o queijo-de-coalho. Junte a tapioca e misture. Tempere com sal e pimenta. Leve o leite para ferver e misture à tigela com a tapioca, mexendo bem, com cuidado para não formar grumos, até que todo leite tenha sido incorporado. Não deixe endurecer muito.

Transfira a mistura para a assadeira preparada e espalhe com a colher. Para deixar a superfície lisa, cubra com filme e aplaine com as mãos. Deixe esfriar e leve à geladeira por pelo menos três horas.

Forre o fundo de uma assadeira com papel-manteiga. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Transfira a massa para uma tábua, retirando o plástico. Com uma faca, corte em tiras de 2 cm, e as tiras, em cubos. Leve para assar por 40 minutos ou até dourar. Se preferir, frite em óleo quente apenas para dourar.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA GASTRONOMIA

Comentários

Kamila Duarte de Jesus ou simplesmente Nêga, como é chamada pela família e pelos amigos, traz a paixão pelas panelas no DNA. Bisneta de Raimundo Cozinheiro - cozinheiro dos ingleses que vieram para Itabira junto com a Companhia Vale do Rio Doce -, aprendeu a cozinhar ainda criança quando usava um mini fogão a lenha para preparar guisados e batatas para suas bonecas. Formou-se em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário Newton Paiva por ouvir de todos que era muito criativa. A paixão pela gastronomia passou de brincadeira de criança a assunto de adulto e já atuando profissionalmente na área se formou em Cozinha Profissional pelo Senac – MG em 2014. Acredita que um bom prato de sopa até cura, que doce é um carinho na alma e que cozinhar é uma maneira de demonstrar amor ao próximo.