GASTRONOMIA: A data é tradição, o cardápio nem tanto

Todo Natal é a mesma história: peru ou chester, tender, farofa, lombo, saladas com frutas, que eu adoro!, e arroz com as odiadas passas – #amopassas. De sobremesa, os pavês acompanhados da piadinha do tio, tortas, panetones e chocotones variados.

Se você também está com vontade de mudar, variar o cardápio e fugir do tradicional, deixo aqui algumas sugestões:

  • Na parte das sobremesas o céu é o limite. Poderia discorrer durante horas sobre opções para adoçar a ceia. Uma massa folhada recheada de frutas e doce de leite (ou brigadeiro) acompanha um sorvete muito bem, as frutas servidas com um creme azedo são opção para os que não abrem mão da dieta nem nas festividades. Uma tradicional torta de maçã e até mesmo um pavê em que você pode substituir o biscoito por fatias de panetone para não sair do clima. Aqui neste link http://infograficos.estadao.com.br/paladar/sobremesas-geladas-natal você encontra ótimas opções de sobremesas para fazer bonito no natal em família.

Os links do meu texto são do blog Paladar do Estadão. É uma dica pessoal, há sempre boas receitas com dicas interessantes.

Agora é montar o cardápio e organizar a ceia. Bom apetite!

Comentários

Kamila Duarte de Jesus ou simplesmente Nêga, como é chamada pela família e pelos amigos, traz a paixão pelas panelas no DNA. Bisneta de Raimundo Cozinheiro - cozinheiro dos ingleses que vieram para Itabira junto com a Companhia Vale do Rio Doce -, aprendeu a cozinhar ainda criança quando usava um mini fogão a lenha para preparar guisados e batatas para suas bonecas. Formou-se em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário Newton Paiva por ouvir de todos que era muito criativa. A paixão pela gastronomia passou de brincadeira de criança a assunto de adulto e já atuando profissionalmente na área se formou em Cozinha Profissional pelo Senac – MG em 2014. Acredita que um bom prato de sopa até cura, que doce é um carinho na alma e que cozinhar é uma maneira de demonstrar amor ao próximo.