ESPORTES: Um final de semana de ouro!

Os pontos somados nas últimas rodadas renovaram a esperança do torcedor americano, que passou a acreditar numa melhor sorte do time neste Campeonato Brasileiro. Mas a reação alviverde parou na sexta-feira à noite, 19 de agosto, quando o time perdeu de virada para a Chapecoense no Horto. O Coelho abriu o placar no primeiro tempo, após cobrança de pênalti do lateral Gilson. Entretanto, a defesa se mostrou muito frágil novamente e o América acabou cedendo o empate e, depois, a virada ao time de Chapecó. O gol que decretou a derrota foi contra, numa falha de comunicação entre o goleiro João Ricardo e o zagueiro Alisson, que acabou colocando a bola nas próprias redes, irritando o torcedor que compareceu ao Independência. Com a derrota o Coelho continua amargando a última posição na tabela e, segundo o técnico Enderson Moreira, apenas uma sequência de vitórias pode livrar o time do iminente retorno a Série B.

07

No sábado, 20 de agosto, o brasileirão ficou em segundo plano. Aliás, tudo ficou em segundo plano. O Brasil tinha a chance de ganhar a tão sonhada medalha de ouro olímpica no Futebol Masculino. O país, que é pentacampeão mundial no esporte mais popular do planeta, ainda não tinha chegado ao topo do pódio em uma olimpíada. E, desta vez, tinha chance de conquistar o título jogando em casa, no seu maior templo: o Maracanã, enfrentando o país que fora seu algoz na Copa do Mundo também realizada em casa, no fatídico 7 a 1.

A festa estava pronta e o torcedor confiante na geração que contava com muitos talentos e estava fortalecida por sua maior estrela, o atacante Neymar, que não decepcionou.  Ainda no primeiro tempo acertou um belo chute em cobrança de falta, levando os quase 70 mil presentes no Maracanã à loucura. O estádio permaneceu em clima de festa e apoio ao time brasileiro e muita pressão sobre os alemães, que conseguiram empatar o jogo no segundo tempo e assustaram por muitas vezes durante os 90 minutos e também na prorrogação. Mas permanecendo o empate, a decisão teve que ser nos pênaltis e, como o goleiro Weverton tinha defendido o pênalti batido por Petersen, cabia a Neymar a tarefa de confirmar ou não o ouro inédito. Com muita tranquilidade, o atacante bateu o pênalti e, tão logo a bola chegou às redes, se desfez em lágrimas de muita felicidade, evitando um novo “Maracanaço” mais de meio século depois.

08

Para além do futebol masculino, mesmo com algumas decepções, o Brasil confirmou a boa expectativa no geral e confirmou sua melhor participação na história das olimpíadas, com um total de 19 medalhas, sendo sete de ouro, seis de prata e seis de bronze, garantido a 13° posição. Vimos a história acontecer por meio de Usain Bolt, Michael Phelps e tantos outros atletas e também fizemos história. No geral, passamos no teste e deixamos, sim, uma boa impressão para o mundo.

05

Já começava a ressaca olímpica e os atleticanos, muitos de ressaca, acordaram cedo no domingo, 21 de agosto, para a já tradicional Corrida do Galo e de lá seguiram literalmente correndo para chegarem ao Horto com o desejo de terminar a rodada na vice-liderança. Para que isso acontecesse, além da vitória, era necessário contar com outros resultados, como os tropeços de Grêmio e Santos. A vitória do Atlético veio e o tropeço dos rivais diretos na briga pelo título, também. Mesmo não jogando uma grande partida, o time de Minas fez seu papel e venceu novamente em casa, a sétima vitória seguida como mandante, de novo com um gol de Robinho, convertendo um pênalti aos 39 da primeira etapa. Outra boa notícia na Cidade do Galo ficou por conta de Rafael Carioca, o volante apareceu na primeira convocação realizada pelo técnico Tite.

06

Mais tarde, outro mineiro estava em campo. Com o desejo de deixar a zona de rebaixamento, o Cruzeiro precisava vencer o Figueirense fora de casa e assim o fez. Henrique abriu o placar no comecinho do jogo, trazendo uma tranquilidade maior ao time, que fez uma boa primeira etapa e ainda aumentou o placar no comecinho da segunda, com mais um gol do excelente atacante Ábila, mostrando novamente seu faro de gol e oportunismo. O Figueirense ainda diminuiu com Ferrugem no finalzinho, mas a reação parou por aí e o time celeste garantiu três pontos muito importantes. Na noite de hoje o time azul seca o Vitória, que enfrenta o Corinthians. Um empate do time baiano coloca o Cruzeiro novamente na zona de rebaixamento.

LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA “ESPORTES”

Comentários

Amante do futebol, skatista há mais de uma década, entusiasta de automobilismo e apreciador de esportes em geral. Acompanha os principais eventos esportivos nacionais e internacionais, muitos deles "in loco", para absorver melhor as emoções e repassa-las com maior riqueza de detalhes.