ESPORTES: Tudo Azul – Cruzeiro vence clássico e mantém invencibilidade no ano

No último sábado, o Cruzeiro superou, pela segunda vez neste ano, o Atlético no maior clássico das Minas Gerais. Com um começo de jogo avassalador, a equipe celeste logo abriu o placar e de uma maneira muito especial, já que o primeiro gol do jogo foi, também, o primeiro de Thiago Neves pelo clube. A principal contratação do Cruzeiro para a temporada fez um bom jogo e deu mostras do quanto seu bom futebol pode agregar ao setor ofensivo da equipe.

O Atlético, por sua vez, fez um primeiro tempo muito ruim, tomando um gol ainda no começo do jogo, numa falha individual do arqueiro Geovanni. O time, que já não se encontrava em campo, sofreu ainda mais com a expulsão de Fred, artilheiro do Galo na temporada, que recebeu o cartão vermelho merecidamente após agredir o zagueiro Manoel com uma pancada no rosto.

07
Arrascaeta brilhou em mais jogo entre Cruzeiro e Atlético. O uruguaio deu passe para Thiago Neves abrir o placar e, mais tarde, fez o segundo do time celeste.

É preciso destacar a boa atuação do meia Arrascaeta, que mais uma vez desequilibrou no clássico, dando assistência para o primeiro gol e marcando o segundo. Ele é um dos grandes responsáveis pela longa sequência de bons resultados da Raposa frente ao Galo. O torcedor do Cruzeiro pôde, mais uma vez, sair do Mineirão comemorando uma vitória frente ao grande rival e ainda manter a invencibilidade no ano: o Cruzeiro ainda não perdeu em 2017.

Do lado alvinegro muita reclamação em relação a arbitragem, especialmente relacionada à origem da jogada do segundo gol azul, em que o bandeira não assinalou impedimento de Thiago Neves. Entretanto, o torcedor do Atlético se vale de o time ter assegurada a primeira posição, o que lhe dá vantagem significativa na luta pelo título.

06
Elias foi autor do único gol do Atlético no clássico mineiro. O Galo segue sem vencer o Cruzeiro.

Mesmo não fazendo um jogo tão bom tecnicamente, Cruzeiro e Atlético fizeram, mais uma vez, um grande clássico com os ingredientes que apimentaram a partida: expulsão, polêmica e muitas provocações temperaram o espetáculo no Mineirão. Comissão técnica, jogadores, jornalistas, cronistas esportivos e, principalmente, torcedores ainda vivem as emoções do único jogo que não acaba quando o juiz apita.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA “ESPORTES”

Comentários

Amante do futebol, skatista há mais de uma década, entusiasta de automobilismo e apreciador de esportes em geral. Acompanha os principais eventos esportivos nacionais e internacionais, muitos deles "in loco", para absorver melhor as emoções e repassa-las com maior riqueza de detalhes.