ESPORTES: Saiba como estão os 23 agraciados por Dunga

A seleção amarelinha começou hoje a preparação para o jogo contra o Uruguai, na próxima sexta-feira, 25 de março, na Arena Pernambuco, pela quinta rodada das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

O desafio de Dunga será reavaliar o desempenho atual de cada um de seus convocados, pois já se passaram quatro meses desde o último jogo da seleção. Alguns jogadores se transferiram para a China, outros estão ainda de férias (Hulk, por exemplo, está três meses sem fazer um jogo oficial). Então vamos tentar analisar como cada um se apresenta para o difícil duelo contra os uruguaios:

GOLEIROS

Alisson, do Internacional, vem sendo titular de Dunga e atuou nos últimos três jogos pela seleção. Negociado com a Roma, onde vai jogar a partir do segundo semestre deste ano, ele deve ser o camisa 1 contra o Uruguai.

Alisson vive grande fase. Titular do Inter nos 13 jogos (sofreu sete gols) em 2016, ele se destacou especialmente no último Gre-Nal.

O goleiro de 23 anos parece estar mais confiante e cada vez mais preparado. Tanto que já foi apontado por Dunga como um dos favoritos para disputar os Jogos Olímpicos.

Já os suplentes Diego Alves, do Valencia, e Marcelo Grohe, do Grêmio, podem não ter a mesma moral que Alisson tem neste momento, mesmo assim chegam à seleção em alta.

O goleiro do Valencia já foi o preferido na seleção, porém, por conta de uma lesão nos ligamentos do joelho direito no ano passado, que o tirou da Copa América e o fez perder oito meses do ano em tratamento, acabou perdendo espaço para seus companheiros de posição.

Voltou a atuar neste ano e fez seis jogos (com dez gols sofridos), todos pelo Campeonato Espanhol – ficou fora dos quatro jogos na Liga Europa. Em seu retorno (vitória contra o Espanyol por 2 a 1, em Barcelona) foi fundamental. Fez defesas muito boas e ajudou o time a voltar a vencer, algo que não ocorria desde novembro.

Grohe é outro que retornou à seleção nesta convocação. Ficou fora da última lista (jogos contra Argentina e Peru) porque estava se recuperando de uma lesão no ombro (Cássio é quem foi chamado para o lugar dele). Marcelo vem bem no Grêmio. Foi titular em 15 dos 17 jogos do time neste ano e sofreu 15 gols, mas na seleção deve ser reserva.

LATERAIS

Daniel Alves, foi titular nos últimos três jogos com Dunga. Já foi mais importante para o time, embora ainda tenha peso. Diante do Arsenal, nas oitavas de final da Uefa Champions League, o lateral direito jogou bem os dois jogos. No último, deu uma assistência na vitória por 3 a 1, que definiu a classificação às quartas.

Danilo perdeu a posição de titular no Real Madrid quando Rafa Benítez foi demitido e Zidane assumiu, mas isso durou pouco tempo. O lateral direito vem ganhando mais espaço na disputa com Carvajal e até jogou de lateral esquerdo quando Marcelo se machucou. É um jogador importante no elenco do Real, inclusive por ter mostrado essa versatilidade.

Filipe Luis começou mal o ano com a expulsão no clássico contra o Barcelona, mas, alguns jogos depois, retomou seu lugar de destaque. É firme na defesa, tem boa saída para o ataque quando o time necessita dele e é prestigiado no clube. Não é à toa que tem status de intocável na lateral esquerda do Atlético de Madrid. Foi o melhor jogador do time no duelo contra o PSV, no estádio Vicente Calderón, pela Champions League.

Alex Sandro tem alternado bons e maus momentos na Juventus. A partida contra o Bayern de Munique, da Alemanha, em que a equipe italiana perdeu por 4 a 2, de virada, e foi eliminada na Champions, não foi tão boa para ele. Três gols do adversário nasceram do lado dele, na defesa. Ainda assim, é o titular na ala esquerda – a equipe italiana joga geralmente no 3-5-2. É rápido para fazer a transição da defesa para o ataque. Foi chamado por Dunga diante da polêmica contusão no ombro de Marcelo.

ZAGUEIROS

David Luiz, do Paris-Saint Germain, é um dos melhores do Campeonato Francês, ao lado de Thiago Silva, mas a competição não é um bom parâmetro tendo em vista a diferença entre PSG e os outros times.

Gil foi eleito um dos melhores da posição no último Campeonato Brasileiro e a expectativa é que tivesse mais uma temporada em alto nível, mas em janeiro aceitou proposta da China para defender o Shandong Luneng. Já fez sete jogos por lá e terá de provar para Dunga que a baixa qualidade técnica do futebol no país não o prejudicou.

Marquinhos não é titular no Paris Saint-Germain e, quando joga, às vezes é improvisado na lateral direita ou no meio de campo. Porém é essa versatilidade que faz o jogador de 21 anos ter crédito com Dunga. Inclusive, a tendência é que ele esteja entre os convocados para participar dos Jogos Olímpicos no Rio, em agosto.

Miranda é o intocável na zaga e jogador de confiança de Dunga. Foi titular em todos os jogos do treinador, desde que ele voltou a comandar a seleção, em agosto de 2014.

MEIO-CAMPISTAS

Luiz Gustavo está fazendo história com o Wolfsburg, que obteve a classificação às quartas de final da Champions League. Ele é titular absoluto ao lado do Guilavogui. Joga bem, sendo seguro na defesa e dando assistências no ataque. Um dos principais nomes do time alemão desde o início da atual temporada. Titular também com Dunga.

Fernandinho tem deixado a sensação, na Inglaterra, de que está devendo no Manchester City. Assim como o time, o volante vem alternado partidas boas e outras abaixo da média. Ainda assim, deve ser titular com Dunga.

A exemplo de Gil, Renato Augusto foi eleito o melhor da posição após o Campeonato Brasileiro de 2015, mas o meia aceitou uma proposta do Beijing Guoan, da China, e é um mistério como chegará à seleção. Fez apenas um jogo até aqui neste ano. Em condições normais, seria titular no meio de campo, mas a falta de ritmo de jogo pode pesar contra.

Dos quatro jogadores que atuam no Brasil e foram convocados, Lucas Lima, do Santos, é o que vive o melhor momento. Terminou a última temporada em alta e este ano continua no mesmo ritmo. É preciso nos passes, nos lançamentos e nas assistências. Não é de fazer gols (foram dois neste ano), mas é um camisa 10 nato (apesar de jogar com a 20 no Santos).

Oscar tem oscilado no Chelsea jogos bons e jogos ruins. Chegou a anotar um hat-trick (três gols no mesmo jogo) na goleada por 5 a 1 contra o Milton Keyne Dons na Copa da Inglaterra, em 31 de janeiro. Mas, se pegarmos seus últimos jogos, veremos que o garoto não vem passando por uma boa fase, ainda sim vem sendo convocado por Dunga.

Philippe Coutinho, tem feito bons jogos pelo Liverpool e sua apresentação recente na Liga Europa, quando fez um golaço contra o rival Manchester United, foi o melhor momento dele neste ano.

Douglas Costa, sem dúvidas, é o que passa pelo melhor momento – junto com Neymar. Vem de uma partida muito boa do Bayern de Munique contra a Juventus pela Uefa Champions League. Eliminou a rival com uma assistência para o atacante Lewandowski. Em sua primeira temporada na Alemanha, foi eleito o melhor do primeiro turno pela revista “Kicker” e é muito elogiado pela quantidade de assistências (13). Certamente é um dos jogadores que se apresenta em ótimo momento.

Willian é titular de Dunga e vem justificando essa posição com excelentes atuações pelo Chelsea. Apesar da má fase de seu time, William vem se destacando pelos jogos que tem feito. Tem dado boas assistências e é extremamente útil tanto para recompor quanto para atacar.

ATACANTES

Hulk viveu grande fase no ano passado pelo Zenit, com muitos gols e muitas assistências. Neste ano, foram quatro gols em seis jogos e algumas assistências, mas o Campeonato Russo ficou parado por quase dois meses por causa do rigoroso inverno, o que é uma preocupação para Dunga.

Jonas, do Benfica, ganhou chance nesta convocação graças a dois cortes. Primeiro, o de Kaká e, depois, o de Firmino. Ou seja, não era o preferido de Dunga, mas é um nome que gerou expectativa pelo bom momento. Já marcou 29 vezes no Campeonato Português e lidera com Híguain, do Napoli, a corrida pela Chuteira de Ouro da Uefa. No total, são 38 jogos e 31 gols pelo Benfica.

Neymar dispensa comentários, o principal jogador da seleção se consolida, também, como um dos principais do Barcelona e do futebol europeu. Seus gols e assistências ajudaram o time a chegar à sua maior sequência invicta da história, além da final da Copa do Rei, das quartas da Champions e do título praticamente certo na Liga Espanhola.

Ricardo Oliveira começou mal o ano no Santos, sem render o mesmo da última temporada e envolvido numa polêmica após ter a ida para o futebol chinês frustrada. Ele desejava defender o Beijing Guoan, que pagaria a ele R$ 1 milhão por mês. Parece já ter esquecido todo esse imbróglio, pois teve ótima atuação contra o Corínthians. Fez dois gols e volta à seleção animado.

LEIA MAIS ARTIGOS SOBRE ESPORTES

Comentários

Lucas, Cabelo e até Lucão (juro!). Único filho homem em uma família com duas irmãs que, assim como todo brasileiro, também sonhava em ser jogador de futebol. Tão talentoso que do campo foi para o sofá e do sofá para o teclado. Hobbie? Bola. Seja redonda ou oval, grande ou pequena, com ou sem costura; a emoção é sempre a mesma!