ESPORTES: Mania de vaiar – torcedores mineiros sopram corneta

O antes celebrado Thiago Neves, principal contratação do Cruzeiro para esta temporada, sentiu no último domingo pela primeira vez a ira da torcida azul. O meia foi vaiado durante a maior parte do segundo tempo e os xingamentos da torcida, que entoava o famoso “vergonha, vergonha, time sem vergonha!”, se estenderam a todos os outros jogadores. Nem mesmo o outrora incontestável técnico Mano Menezes se livrou dos gritos de protesto, “Dorival Junior, Dorival Junior” provocavam alguns torcedores após o jogo, fazendo referência ao treinador recém demitido do Santos, agora disponível no mercado.

A derrota por 2 a 0 do Cruzeiro para a Chapecoense, em pleno Mineirão, fez o torcedor perder a paciência de vez, não pelo resultado em si, mas pela postura que o time tem tido em campo há muito tempo. Jogando muito na defesa e quase nunca propondo o jogo, estilo que não combina com a história do clube, que sempre se impôs, principalmente em jogos no Mineirão.

03
Cruzeiro foi superado em casa pela Chapecoense. A vitória por 2 a 0 colocou o time catarinense no topo da tabela do Brasileirão 2017 e fez com que o torcedor mineiro vaiasse a equipe celeste.

Se Mano Menezes terá que resolver o problema de criação do Cruzeiro para voltar a ter tranquilidade para trabalhar, Enderson Moreira também terá que seguir o mesmo caminho no América. Também sob vaias, o Coelho voltou a jogar mal no Brasileiro da série B e perdeu para o Paysandu, também em casa e também por 2 a 0. A criação depende muito do itabirano Renan Oliveira e quando ele não joga bem nada acontece no ataque verde, Enderson terá que organizar outras alternativas, antes que a paciência do americano acabe de vez.

05
O América perdeu em casa por 2 a 0 para o Paysandu. Com a derrota, o Coelho perde a invencibilidade na série B do Brasileirão.

Pelo lado alvinegro, o Galo conseguiu um bom resultado em São Paulo, ao empatar com o Palmeiras, jogando na casa do adversário. O resultado só não pode ser mais comemorado devido a situação do clube na tabela, os tropeços anteriores em casa, para Fluminense e Ponte Preta, pesam, os pontos perdidos colocam o time na zona da degola entre os quatro últimos da competição. É claro que o campeonato ainda está no seu começo e o Galo certamente não brigará nessa faixa da tabela, mas precisa começar a somar vitórias se quiser se consolidar como candidato ao título.

04
Em São Paulo, o Atlético ficou no 0 a 0 com o Palmeiras. O resultado jogou o Galo para a zona de rebaixamento do Brasileirão.

A chance de recuperação para os clubes começa pela série B, o América tem mais uma partida em casa, dessa vez contra o Ceará, o clube nordestino é comandado por Givanildo Oliveira, o Rei do Acesso, que marcou história no Coelho. Ele volta ao Horto na terça-feira, 6 de junho.

Na quarta-feira, 7 de junho, o Atlético é quem estará no Horto, para enfrentar o Avaí. O Cruzeiro, por sua vez, viaja para Salvador e joga contra o Bahia, na quinta-feira, 8 de junho.

CLIQUE AQUI E LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA “ESPORTES”

Comentários

Amante do futebol, skatista há mais de uma década, entusiasta de automobilismo e apreciador de esportes em geral. Acompanha os principais eventos esportivos nacionais e internacionais, muitos deles "in loco", para absorver melhor as emoções e repassa-las com maior riqueza de detalhes.