COTIDIANO: “Minha carne é de carnaval, meu coração é igual”

Então é Carnaval e o que você fará? Morrerei de alegria porque é a época do ano que mais amo! Me esbaldo! Me jogo! Me solto! Curto todas as músicas! Danço coreografias! Bebo vários tipos de bebida! Uso maquiagens diferentes! E chego na quarta-feira de cinzas afônica, com o corpo inteiro doendo e completamente feliz e realizada!

Pra mim, o Carnaval é a celebração da alegria de um povo inteiro. Gente que vai pra rua se divertir e esquecer os problemas. É o momento em que as pessoas se permitem viver a utopia e a ilusão de que tudo está uma maravilha… e a gente precisa disso. Ninguém vive só de realidade!

O Carnaval permite ao ser humano a liberdade de ser exatamente quem é… livre de filtros, de máscaras, de preconceitos, de posturas, de comportamentos, de julgamentos. As pessoas realmente esquecem as convenções sociais, se vestem dos seus melhores sorrisos, colocam suas roupas mais coloridas, deixam vir à tona os sentimentos mais profundos de alegria, euforia e amor!

Sempre me encantei com os carnavais de rua! Com a capacidade que as pessoas têm de compartilhar com desconhecidos as alegrias daqueles cinco dias, dividindo culturas, experiências, sensações.

Sou completamente apaixonada por Olinda nessa época do ano. De longe o melhor Carnaval da minha vida! As cores, os sabores, os cheiros. Sair na porta de casa às 8 horas da manhã e dar de cara com um bloco de carnaval com crianças de oito anos tocando trompetes e trombones, eu só vi lá. Parar no meio da rua e não saber para onde ir porque em cada canto tem um bloco vindo e você quer acompanhar todos! Sentar na janela e ficar observando a diversidade de pessoas, sempre com sorrisos no rosto, dividindo a cidade com seus moradores, respeitando as diferenças.

Me emociono sempre que lembro da beleza de ver uma senhora de uns 80 anos carregando um daqueles enormes bonecões. Linda, maquiada, com os olhos brilhando de admiração pela cultura que ela vivenciou uma vida inteira. E agradecendo a cada um que chega perto pra tirar uma foto por estar ali, na cidade dela, respeitando uma manifestação tão típica do Recife.

O Carnaval, pra mim, é muito mais do que uma festividade nacional. É uma válvula de escape. É uma alegria imensurável! É como dizem os Tribalistas:

“Vem fazer história que hoje é dia de glória neste lugar. Vamos pra avenida, desfilar a vida, carnavalizar! Sinto a batucada se aproximar…”

Comentários

Tatiana Linhares. Muitas. Jornalista. Mineira. Tatuada. Outono e primavera. Pão de queijo. Livros. Música. Revistas. Cinema. Teatro. Futebol. Cruzeiro. Viagens de carro. Areia e mar. Esmalte colorido. Cerveja gelada. Família grande. Incontáveis amores. Paixonites agudas. Saudade. Simplicidade. Palavras