COTIDIANO: A difícil arte de ser otimista

Eu não sei vocês, mas eu acredito demais na energia que a gente transmite e absorve das pessoas. Acho que a gente emana uma vibração energética que traduz um pouco de como estamos naquele momento.

Pode reparar: você acorda toda animadinha. Não deixa o celular tocar no soneca porque acordou na primeira vez que ele despertou. Toma um banho revigorante. Escolhe uma roupa com a qual se sente bonita. Faz uma maquiagem caprichada. Dá “bom dia” para cada pessoa que olha na sua direção. Sorri para todo mundo. Passa a manhã inteira vibrando uma energia altíssima. Aí, acontece uma reunião no trabalho em que as pessoas estão preocupadas, com más ideias, implicantes umas com as outras. Não tem escapatória. Sua energia boa vai ser sugada pelo pessimismo alheio.

Acredito que um dos grandes desafios da vida é manter a nossa energia boa vibrando no positivo. Nunca irão faltar motivos para a gente ser puxado para baixo. Sobretudo por pessoas que não sabem lidar com o otimismo e só se preocupam em dar ênfase nos “nãos” que recebemos por aí.

Mas quem, em sã consciência, consegue passar boa parte da vida vendo o lado ruim de tudo? Isso é uma autossabotagem cruel! Além de querer arrastar todo mundo para essa bolha de negatividade, quem age assim está se colocando em uma posição de malquisto.

No fim das contas, acaba-se solitário e frustrado por não conseguir sair desse turbilhão emocional negativo em que se colocou!

Não estou falando aqui que você deva viver como se sua vida fosse um mar de rosas. Certamente não é. Mas essa não é uma exclusividade sua. É assim para todo mundo. Às vezes tudo dá certo. Outras tantas, sai tudo errado. E no meio tempo tem muita coisa que poderia ter sido muito melhor.

Entender que depende de você mesmo fazer com que tudo tenha uma ótica otimista, já é meio caminho andado para embarreirar os sugadores de energia que andam por aí. Você não quer ser uma daquelas pessoas que fica orbitando em volta de quem está se dando bem na vida, doido querendo um espacinho para sugar daquela luz para você.

Seja você a pessoa iluminada e cheia de energia boa. Quando a gente vibra alto, atrai coisas boas. E algo bom gera outra coisa boa, que gera outra coisa boa, e assim por diante num ciclo que colocaria um sorriso em qualquer rosto. E por que não no seu?

Defenda-se do negativismo alheio, sendo você a fonte de positividade.

LEIA OUTROS ARTIGOS DA COLUNA “COTIDIANO”

Comentários

Tatiana Linhares. Muitas. Jornalista. Mineira. Tatuada. Outono e primavera. Pão de queijo. Livros. Música. Revistas. Cinema. Teatro. Futebol. Cruzeiro. Viagens de carro. Areia e mar. Esmalte colorido. Cerveja gelada. Família grande. Incontáveis amores. Paixonites agudas. Saudade. Simplicidade. Palavras