Planetas cheios de pedras preciosas: nova descoberta astronômica

Uma pesquisa publicada no periódico Monthly Notices of Royal Astronomical Society por pesquisadores das Universidades de Cambridge e Zurique, cmostra que três planetas com uma composição inusitada foram descobertos. Em vez de um núcleo de ferro como o da Terra, eles são abundantes em cálcio e alumínio. Os pesquisadores explicaram que isso indica a presença de pedras preciosas como rubis e safiras em sua compisição.

São eles: “HD 219134 b”, localizado a 21 anos-luz de distância, na constelação de Cassiopeia; 55 Cancri a 41 anos-luz de distância e WASP-47 a 870 anos-luz de distância. Esse grupo de planetas foi formado por poeira e gás e gira em torno de uma estrela recém-nascida. Ainda de acordo com o estudo, o novo grupo de planetas apresenta temperaturas muito mais altas do que a Terra.

Reproduções dos planetas: 55 Cancri, WASP-47 e HD 219134 b

A pesquisa demonstrou que, por serem recém-formados, muitos dos elementos que compõem os planetas ainda estão na fase gasosa. Além disso, a estrutura interna, as condições atmosféricas e o resfriamento são completamente diferentes da maioria dos planetas semelhantes à Terra. É o caso da densidade que é de 10% a 20% mais baixa que a da Terra.

LEIA MAIS

Comentários

Tatiana Linhares. Muitas. Jornalista. Mineira. Tatuada. Outono e primavera. Pão de queijo. Livros. Música. Revistas. Cinema. Teatro. Futebol. Cruzeiro. Viagens de carro. Areia e mar. Esmalte colorido. Cerveja gelada. Família grande. Incontáveis amores. Paixonites agudas. Saudade. Simplicidade. Palavras