NASA já prepara jovem para primeira missão tripulada a Marte

Aos 17 anos, a norte-americana Alyssa Carson vem sendo treinada para ser a primeira pessoa a participar de uma missão tripulada, da NASA, até o planeta Marte. O plano é que a missão de Alyssa decole em 2033, quando a futura astronauta tiver 32 anos.

A ideia é que a futura astronauta fique em solo marciano por 3 anos. Sua missão será plantar, realizar experimentos científicos e procurar por sinais de vida. Mesmo que só possa, efetivamente, se tornar uma astronauta aos 18 anos, a menina já vem passando por um detalhado e árduo treinamento. Isso porque a agência espacial norte-americana acredita que, quanto mais cedo o trabalho comece, maiores as chances de Alyssa conseguir completar sua missão.

Alyssa1

Em entrevistas oficiais, orientadas pela NASA, Alyssa explicou que desde os três anos de idade se interessou pelo planeta vermelho. Já um pouco maior, começou a colecionar vídeos e reportagens sobre veículos especiais pousando em Marte; conseguiu um mapa gigantesco do planeta para colocar em seu meu quarto e aprendeu a observar o espaço por meio de telescópios. Ainda aos sete anos, fez seu primeiro passeio à NASA. Participou desse mesmo passeio por mais 18 vezes!

O TREINAMENTO

Seu interesse e insistência chamaram a atenção da agência espacial. Desde 2008, Alyssa frequenta o “Acampamento Espacial dos Estados Unidos”. Além disso, a jovem participou de outros acampamentos desse tipo em Laval, Quebec, e Izmir, na Turquia, tornando-se a primeira pessoa a visitar os três Acampamentos Espaciais da Nasa ainda aos 12 anos de idade.

Alyssa6

Alyssa passou ainda por diversos treinos subaquáticos e missões simuladas. Durante esses treinos, a adolescente recebeu as primeiras orientações sobre microgravidade e o efeito de se perder oxigênio no corpo de perder. Em abril deste ano, ela completou um curso subaquático que a prepara para os efeitos desorientadores do espaço. Grande parte de sua formação vem sendo desenvolvida pela Academia Espacial do Projeto Possum, que é um desdobramento da Embry-Riddle Aeronautical University, uma universidade privada especializada em aviação e engenharia aeroespacial.

Alyssa cumpre o currículo obrigatório do high shcool norte-americano, mas com alguns plus: o conhecimento em outras três línguas além do inglês (espanhol, chinês e francês) e o aprofundamento em biologia, física e química. Outra parte do treino desenvolvido para Alyssa permite ensiná-la sobre todos os pontos que serão necessários para sua sobrevivência em solo marciano, como desenvolver habilidades em mecânica, elétrica e estudos avançados do solo, bem como dominar técnicas suficientes para realizar as pesquisas e experimentos necessários durante sua permanência naquele planeta.

Alyssa4

Sua dedicação e bom desempenho tem chamado a atenção de outras organizações que tem como meta levar o ser humano a Marte. Empresas mundialmente conhecidas do setor, como a SpaceX e a MarsOne, já vem sondando Alyssa com planos de enviá-la ao planeta vermelho antes que a NASA.

LEIA MAIS

Comentários

Tatiana Linhares. Muitas. Jornalista. Mineira. Tatuada. Outono e primavera. Pão de queijo. Livros. Música. Revistas. Cinema. Teatro. Futebol. Cruzeiro. Viagens de carro. Areia e mar. Esmalte colorido. Cerveja gelada. Família grande. Incontáveis amores. Paixonites agudas. Saudade. Simplicidade. Palavras