Grandes marcas internacionais se juntam para acabar com lixos descatáveis

Campanhas para diminuir a produção de lixo finalmente entraram para a lista prioridades de grandes marcas. Se você não conhece a Loop, precisa conhecer. Essa é uma iniciativa criada por algumas das gigantes da indústria de higiene, beleza e alimentação para acabar de vez com os descartáveis.

A ideia é fazer com que qualquer pessoa possa evitar comprar produtos com descartáveis, mesmo aquelas que podem ser recicláveis. O pulo do gato aqui está em transformar essa atitude em algo prático e sem custos extras. Por isso, marcas líderes de mercado e muito conhecidas como Häagen-Dazs, Pantene, Oral-B, Gillette, Dove, Axe, Hellmann’s, entre outras, se juntaram à TerraCycle e investiram na criação de embalagens que podem ser reutilizadas até 100 vezes.

Por meio da Loop, será possível testar um sistema que irá funcionar de maneira similar. Algo que lembra aquele jeito como eram feitas as entregas de leite antigamente. Só que ao invés de levar apenas garrafinhas de leite, as marcas irão entregar embalagens de sorvete, lâminas de barbear, produtos de higiene e outros itens usados no dia a dia.

A intenção é que o sistema comece a funcionar no segundo semestre nos Estados Unidos e na França. Nesses dois países, os clientes poderão realizar encomendas por meio de um site específico, pagando um depósito reembolsável pelos custos da embalagem. Ao terminar de utilizar os produtos, basta solicitar a retirada das embalagens ou fazer uma nova compra.

No começo, tudo será feito pela internet e, dependendo do valor gasto na plataforma, a entrega e a retirada serão gratuitas. Mas há planos para a iniciativa ganhar as lojas físicas.

Outras iniciativas estão acontecendo paralelamente à Loop. A Nestlé, por exemplo, já anunciou que planeja que 100% de suas embalagens sejam recicláveis ou retornáveis até 2025. Mas, a partir de fevereiro deste ano, a empresa já deixará de utilizar canudos plásticos em suas bebidas e há planos de investir em embalagens compostáveis no futuro próximo.

LEIA MAIS

 

 

 

Comentários